Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.113,93
    +413,26 (+0,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.726,98
    +212,88 (+0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,07
    -0,39 (-0,61%)
     
  • OURO

    1.777,30
    +10,50 (+0,59%)
     
  • BTC-USD

    56.420,77
    -5.990,46 (-9,60%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.398,97
    +7,26 (+0,52%)
     
  • S&P500

    4.185,47
    +15,05 (+0,36%)
     
  • DOW JONES

    34.200,67
    +164,68 (+0,48%)
     
  • FTSE

    7.019,53
    +36,03 (+0,52%)
     
  • HANG SENG

    28.969,71
    +176,57 (+0,61%)
     
  • NIKKEI

    29.683,37
    +40,68 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    14.024,00
    +10,00 (+0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6943
    -0,0268 (-0,40%)
     

Google lança Desafio de Impacto Social com apoio de US$ 25 milhões

Rui Maciel
·4 minuto de leitura

O Google anunciou nesta sexta-feira (12), o lançamento de mais uma edição do "Desafio de Impacto Social para Mulheres e Meninas". O objetivo é apoiar o trabalho de organizações sem fins lucrativos e entidades sociais do mundo todo que promovem o empoderamento econômico de mulheres e meninas. Para isso, o braço filantrópico da companhia - o Google.org - oferecerá um apoio de US$ 25 milhões.

O programa Desafio de Impacto Social para Mulheres e Meninas terá apoio de US$ 25 milhões por parte do Google (Imagem: Google)
O programa Desafio de Impacto Social para Mulheres e Meninas terá apoio de US$ 25 milhões por parte do Google (Imagem: Google)


O valor em questão a ser destinado às organizações beneficiadas pelo Desafio de Impacto Social será usado de diversas formas. Elas receberão consultoria de Googlers, bem como recursos para criarem anúncios e outras formas de apoio que ajudarão a pôr essas iniciativas em prática.

Como funciona a dinâmica do programa?

O processo de inscrição será em dois estágios, e as inscrições deverão ser feitas em inglês. No Estágio 1, as organizações apresentam suas propostas para projetos beneficentes, criando caminhos para a prosperidade de mulheres e meninas. O Google.org convidará as organizações de maior potencial a enviar informações adicionais sobre o projeto no Estágio 2.

Na sequência, o painel de especialistas e parceiros analisarão e fornecerão informações para ajudar o Google.org a selecionar as organizações que receberão o financiamento. Os selecionados receberão entre US$ 300 mil e US$ 2 milhões, possível mentoria e outras formas de apoio do Google. As organizações selecionadas serão anunciadas no final de 2021.

Os projetos serão selecionados por um painel de especialistas que inclui a atriz brasileira Taís Araújo. Veja a lista completa:

  • Jacquelline Fuller (VP do Google e Presidente do Google.org)

  • Lorraine Twahili (Vice-presidente de Marketing Global no Google)

  • Susan Wojcicki (CEO no YouTube)

  • Melonie Parker (Diretora de Diversidade no Google)

  • Alyse Nelson (presidente e CEO do Vital Voices Global Partnership)

  • Kate Garvey (cofundadora do Project Everyone)

  • Taís Araujo (atriz e apresentadora e Defensora dos Direitos das Mulheres Negras na ONU Mulheres Brasil)

  • Phumzile Mlambo-Ngcuka (Diretora-executiva da ONU Mulheres)

  • Graça Machel (Graça Machel Trust)

  • Rona Ambrose (Vice-presidente na TD Securities)

  • Rigoberta Menchu Tum (Prêmio Nobel da Paz em 1992)

  • Fabiola Gianotti (Diretora-geral na Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear)

  • Natalia Vodianova (Modelo, filantropista e embaixadora da UNFPA (Fundo de População das Nações Unidas)

  • Carolyn Tastad (presidente do grupo norte-americano e executiva sponsor de Igualdade de Gênero da P&G)

  • Shakira (cantora e filantropista)

  • Ai-jen Poo (Diretora da National Domestic Workers Alliance, Caring Across Generations)

  • Adejoke Orelope-Adefulire (Assistente especial da presidência da Nigéria para ODS)

  • Graça Fonseca (Ministra da Cultura de Portugal)

  • Lisa Mensah (presidente e CEO da Opportunity Finance Network)

  • Juliana Rotich (empreendedora)

  • Amanda Gorman (poeta vencedora do National Youth Poet Laureate)

  • Mary Robinson (ex-presidente da Irlanda e Alta Comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos)

  • Laura Berry (CEO na Supply Nation)

  • Saskia Nino de Rivera (cofundadora da Reinserta A.C)

  • Amika George (estudante, ativista e fundadora do Free Periods)

  • Prajakta Koli (YouTuber e atriz)


Critérios para inscrição e workshop

Para que as organizações possam inscrever seus projetos no programa, elas devem seguir os seguintes critérios:

Impacto

Como o projeto proposto criará caminhos para a prosperidade de mulheres e meninas, ou dará a elas o empoderamento que precisam para atingir seu pleno potencial econômico — e em que medida? O projeto se baseia em pesquisas e dados sobre o problema e a solução? Quantas pessoas serão afetadas se o projeto for bem-sucedido — e em que medida?

Inovação

Qual é a principal ideia ou inovação que diferencia este projeto de outros, em desenvolvimento ou em execução? O que torna o projeto proposto único?

Viabilidade

A equipe tem um plano realista e bem desenvolvido, além da experiência e das habilidades adequadas para executar a proposta? A equipe identificou os parceiros e especialistas de domínio certos para a implementação? Sua equipe tem mulheres em posições de liderança para entender melhor as necessidades do público-alvo?

Escala

Se for bem-sucedido, como esse projeto pode ir além da proposta inicial? Ele pode ser redimensionado diretamente, servir de modelo para outras iniciativas ou trazer avanços para o setor?

Com objetivo de ajudar a refinar as propostas e tirar possíveis dúvidas, as organizações interessadas em submeter seus projetos para o Desafio poderão acomapnhar três workshops sobre o tema. Eles acontecerão nos dias 15, 16 e 17 de Março. Os eventos serão gravados, com áudio em inglês, e com slides e legendas em português. A agenda com os horários e o link para a inscrição podem ser acessados aqui.

“É responsabilidade de todos garantir que mulheres e meninas, do Brasil ou de qualquer lugar no mundo, tenham condições de viver suas vidas de modo a poderem alcançar seu potencial máximo. Para isso, precisamos enfrentar desigualdades e dar oportunidades”, diz Susana Ayarza, diretora de Marketing do Google Brasil. “Esperamos que o Desafio de Impacto Social possa fortalecer organizações que trabalham com esse objetivo”.

As inscrições para o "Desafio de Impacto Social para Mulheres e Meninas" vão até o dia 09 de abril e podem ser feitas no hotsite do projeto.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: