Mercado fechará em 3 h 40 min

Google lança site com informações e mapa em tempo real do coronavírus

Rafael Arbulu

O Google enfim lançou sua página dedicada à reunião de informações e mapa em tempo real sobre a COVID-19, doença derivativa do novo coronavírus (SARS-CoV-2). O site havia sido mencionado pelo presidente americano Donald Trump na última semana, mas na ocasião a empresa havia afirmado que não saberia quando a página ficaria online. Vale ressaltar que este não é o mesmo site lançado pela Verily, parceira do Google, mas sim uma iniciativa própria da empresa sediada em Mountain View.

O portal dispõe de informações apenas em inglês para todo o seu conteúdo e página inicial, e espanhol como opção de idioma dentro das páginas de consulta. Se você, digamos, clicar no mapa interativo, o rodapé traz a opção de traduzir o material do inglês para o espanhol.

(Captura de Imagem: Rafael Arbulu/Canaltech)

Segundo post publicado no blog oficial, o Google afirma que o usuário “poderá encontrar informações estatais e dicas de segurança e prevenção”. Além disso, a página também traz algumas funções comuns ao Google Analytics, como tendências de busca e termos mais utilizados sobre o novo coronavírus dentro do Google Search. Finalmente, vídeos com dicas de bem-estar, prevenção e outros temas de interesse ao público foram puxados do YouTube e anexados ao site.

No mapa em si, basta um clique em cima que ele será aberto em uma página dedicada, onde você terá informações atualizadas sobre quantidade de casos confirmados, óbitos e recuperações da COVID-19, apenas passando o mouse por cima da nação desejada. Abaixo dele, um “ranking” lista os países mais impactados pela doença, também atualizados em tempo real.

O conteúdo reunido é bastante robusto, ainda que a interface seja menos amigável do que o mecanismo lançado pela concorrente Microsoft, que é mais apresentável ao olhos do usuário por agregar o mesmo volume de informações e ter a vantagem de contar com uma versão em português.

(Captura de Imagem: Rafael Arbulu/Canaltech)

Diferente do que havia citado o presidente norte-americano, porém, a página do Google não traz direções para centros de teste e avaliação de pessoas que apresentam sintomas pertinentes ao novo coronavírus. Aqui, há apenas links que apontam para as páginas dos órgãos de saúde estatais dos Estados Unidos. Falando ao The Verge, um porta-voz do Google disse que isso pode até ser implementado no futuro, mas somente quando a empresa puder usar as informações de fontes certificadas e/ou do estado, a fim de evitar a disseminação de informações desencontradas.

O Canaltech entrou em contato com a assessoria de imprensa do Google a fim de determinar se e quando o Brasil contará com uma página do tipo. A empresa disse que não há previsão para que essa página seja traduzida para o nosso idioma. O Google Brasil ressalta que, no nosso país, a empresa atualizou os cards informativos exibidos nos resultados das buscas para mostrar informações direcionadas ao site da OMS e do Ministério da Saúde.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: