Mercado fechará em 1 h 52 min
  • BOVESPA

    111.246,03
    -2.566,84 (-2,26%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.534,88
    -194,92 (-0,40%)
     
  • PETROLEO CRU

    90,40
    -0,10 (-0,11%)
     
  • OURO

    1.763,30
    -7,90 (-0,45%)
     
  • BTC-USD

    21.456,46
    -1.850,42 (-7,94%)
     
  • CMC Crypto 200

    510,02
    -31,58 (-5,83%)
     
  • S&P500

    4.233,42
    -50,32 (-1,17%)
     
  • DOW JONES

    33.758,64
    -240,40 (-0,71%)
     
  • FTSE

    7.550,37
    +8,52 (+0,11%)
     
  • HANG SENG

    19.773,03
    +9,12 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    28.930,33
    -11,77 (-0,04%)
     
  • NASDAQ

    13.273,25
    -250,00 (-1,85%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1899
    -0,0239 (-0,46%)
     

Google lança ChromeOS Flex para ressuscitar PCs e Macs antigos

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O Google lançou a versão estável do sistema ChromeOS Flex, uma solução de software voltada para computadores antigos. O sistema operacional é gratuito e promete transformar PCs com Windows e Macs defasados em Chromebooks mais modernos.

Os dispositivos que executarem o ChromeOS Flex compartilham quase todos os mesmos recursos da versão completa do sistema. Pode-se esperar, portanto, a mesma base de código, sandbox de aplicativos, atualizações em segundo plano, cadências de lançamento e tempo de inicialização em poucos segundos.

O ChromeOS Flex transforma qualquer Mac ou PC antigo em um Chromebook (Imagem: Reprodução/Google)
O ChromeOS Flex transforma qualquer Mac ou PC antigo em um Chromebook (Imagem: Reprodução/Google)

Há suporte também ao navegador Chrome, suíte de apps do Workspace, interface de usuário personalizável, interação com dispositivos Android, sincronização na nuvem para configurações e favoritos, além do suporte ao Google Assistente. Dá até para ativar o compartilhamento nas proximidades ou usar o Family Link integrado.

Por outro lado, a versão Flex não tem suporte aos aplicativos Android nem à loja oficial do Google (Play Store). Apesar disso, é incrível ver como a ideia pode tirar do limbo várias máquinas que ficaram escondidas no fundo do armário, inutilizadas por não ter mais suporte às atualizações do Windows e impossibilitadas de migrar para sistemas modernos devido à defasagem tecnológica.

Transforme seu PC ou Mac em Chromebook

O ChromeOS Flex estava em fase de acesso antecipado há cinco meses para coletar o feedback dos testadores. O programa pode ser instalado via rede ou gravado em um dispositivo USB, o que permite rodá-lo diretamente do pendrive.

Cerca de 400 dispositivos já estão certificados para executar o Flex e é provável que tantos outros entrem para o rol a partir de agora. A certificação significa que os principais componentes serão compatíveis, como entrada e saída de áudio, acessórios de rede, entradas USB e webcam.

O sistema operacional suporta computadores com arquitetura Intel ou AMD x86 (sem suporte ARM) que já executem o Windows ou macOS, mesmo versões mais antigas. Estes são os requisitos mínimos de hardware do ChromeOS Flex:

  • Memória RAM: 4GB;

  • Armazenamento interno: 16 GB;

  • Inicializável a partir da unidade USB;

  • BIOS: Acesso total de administrador. Você precisará inicializar a partir do instalador do Chrome OS Flex USB e fazer alguns ajustes no BIOS, se tiver problemas;

  • Processador e gráficos: Componentes feitos antes de 2010 podem resultar em uma experiência ruim;

  • Placas de vídeo Intel GMA 500, 600, 3600 e 3650 não atendem aos padrões de desempenho do Chrome OS Flex.

O ChromeOS Flex pode ser instalado por qualquer pessoa por meio da extensão do Utilitário de recuperação do Chromebook, via navegador Chrome. Os usuários corporativos precisam pagar pelos upgrades do Chrome Enterprise ou Education para obter suporte e gerenciamento de frota. Já os clientes do CloudReady serão atualizados para a nova experiência quando quiserem e sem custos adicionais.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos