Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.910,10
    -701,55 (-0,62%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.661,86
    +195,84 (+0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,29
    +0,68 (+0,79%)
     
  • OURO

    1.792,30
    -2,70 (-0,15%)
     
  • BTC-USD

    37.683,07
    +761,53 (+2,06%)
     
  • CMC Crypto 200

    863,83
    +21,37 (+2,54%)
     
  • S&P500

    4.431,85
    +105,34 (+2,43%)
     
  • DOW JONES

    34.725,47
    +564,69 (+1,65%)
     
  • FTSE

    7.466,07
    -88,24 (-1,17%)
     
  • HANG SENG

    23.550,08
    -256,92 (-1,08%)
     
  • NIKKEI

    26.717,34
    +547,04 (+2,09%)
     
  • NASDAQ

    14.430,25
    +443,50 (+3,17%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9813
    -0,0427 (-0,71%)
     

Google investe mais de R$ 5 bi em edifício em Londres

·1 min de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Em um sinal de aposta no retorno ao trabalho presencial, o Google anunciou nesta sexta (14) a compra do edifício Central St. Giles, onde já ocupa vários andares, em Londres, enquanto aguarda a construção da sua sede no país. O investimento foi de US$ 1 bilhão, cerca de R$ 5,5 bilhões.

​Em seu pronunciamento sobre a notícia, Ronan Harris, vice-presidente e diretor administrativo do Google Reino Unido e Irlanda, se referiu ao espaço como uma casa no Reino Unido, onde tem mais de 6.400 funcionários e disse que a aquisição do empreendimento, projetado pelo arquiteto italiano Renzo Piano, representa a confiança no escritório como um local de conexão pessoal.

A empresa vai reformar o espaço nos próximos anos e pretende ter 10 mil funcionários no seu quadro inglês. A nova sede do Google no Reino Unido, localizada em um terreno atrás da estação King's Cross, ainda está em construção. O edifício terá 11 andares, uma piscina de 25 metros, uma pista de corrida de 200 metros na cobertura e um grande pavilhão esportivo com vista para a cidade.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos