Mercado abrirá em 5 h 37 min
  • BOVESPA

    111.289,18
    +1.085,18 (+0,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.037,05
    -67,35 (-0,13%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,76
    -0,59 (-0,68%)
     
  • OURO

    1.811,50
    -18,20 (-0,99%)
     
  • BTC-USD

    35.981,96
    -1.745,16 (-4,63%)
     
  • CMC Crypto 200

    818,74
    -37,07 (-4,33%)
     
  • S&P500

    4.349,93
    -6,52 (-0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.168,09
    -129,61 (-0,38%)
     
  • FTSE

    7.469,78
    +98,32 (+1,33%)
     
  • HANG SENG

    23.659,92
    -629,98 (-2,59%)
     
  • NIKKEI

    26.170,30
    -841,03 (-3,11%)
     
  • NASDAQ

    13.979,00
    -179,50 (-1,27%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0937
    -0,0127 (-0,21%)
     

Google Fit permite medir batimentos cardíacos e respiração com câmera do iPhone

·2 min de leitura

O Google Fit levou dois novos recursos interessantes para o iOS: a medição da frequência respiratória e as taxas de batimento cardíaco sem a necessidade de um Apple Watch. Para usar ambas funcionalidades é preciso apenas da câmera e do flash do celular, o que é uma ótima notícia para quem não é adepto dos relógios inteligentes.

Essa era uma novidade que já existia no Android desde o começo de 2021, mas que só desembarca agora no sistema operacional da Maçã. Na guia Home do app, é possível encontrar dois novos botões para dar início à medição da respiração ou da frequência cardíaca. Assim que um dos botões é pressionado, surgem as orientações na tela do que deve ser feito: posicionar o dedo na câmera do iPhone e aplicar pressão.

Recursos do Google Fit que eram exclusivos do Android e agora chegam para o iOS (Imagem: Reprodução/Google)
Recursos do Google Fit que eram exclusivos do Android e agora chegam para o iOS (Imagem: Reprodução/Google)

Para uma medição mais precisa dos batimentos, o app recomenda fazer o teste sentado, com o telefone apoiado sobre uma mesa e em uma área com boa iluminação. O processo leva cerca de 30 segundos e é preciso deixar o dedo imóvel durante esse tempo.

Já para a análise respiratória, é preciso ainda mais concentração, pois é necessário apoiar o telefone em algum local para se sentar à frente do aparelho. O iPhone ligará a câmera frontal para identificar movimentos do seu rosto e tórax que indicam a respiração. Assim como o anterior, é preciso ficar parado por um tempo, mas deve-se respirar normalmente, sem forçar, para garantir o melhor resultado.

A parte interessante é que o usuário pode programar um tempo para ser lembrado de refazer os testes. É possível configurar alertas diários, semanais ou mensais para garantir que sua saúde está em dia.

Google Fit entrega resultado na hora

Não é preciso ter conexão com a internet e o resultado do Google Fit sai na hora. Vale lembrar ser preciso ter a versão mais atualizada do app para que tudo funcione corretamente — se o botão não aparecer de imediato, force o encerramento para que a novidade apareça ou tente reinstalar. É possível integrar os resultados do programa diretamente no aplicativo Saúde da Apple, assim dá para sincronizar dados entre os serviços.

Ainda que seja uma ferramenta bastante útil, o usuário deve saber que tais medições usam algoritmos que não substituem um exame médico verdadeiro. Se você estiver se sentindo mal, com palpitações aceleradas ou outros sintomas, deve procurar um especialista imediatamente.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos