Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.767,45
    -497,51 (-0,38%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.129,88
    -185,81 (-0,37%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,08
    +0,02 (+0,03%)
     
  • OURO

    1.778,90
    +1,50 (+0,08%)
     
  • BTC-USD

    32.369,59
    +741,66 (+2,34%)
     
  • CMC Crypto 200

    767,68
    -26,65 (-3,36%)
     
  • S&P500

    4.246,44
    +21,65 (+0,51%)
     
  • DOW JONES

    33.945,58
    +68,61 (+0,20%)
     
  • FTSE

    7.090,01
    +27,72 (+0,39%)
     
  • HANG SENG

    28.309,76
    -179,24 (-0,63%)
     
  • NIKKEI

    28.884,13
    +873,20 (+3,12%)
     
  • NASDAQ

    14.267,50
    +9,25 (+0,06%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9198
    -0,0555 (-0,93%)
     

Google financia projeto e levanta importância da educação midiática no Brasil

·3 minuto de leitura

Na última quarta-feira (9), o Google.org, braço filantrópico do Google, anunciou novo apoio financeiro de R$ 5 milhões ao projeto EducaMídia, programa do Instituto Palavra Aberta que almeja difundir a educação midiática no Brasil e fornecer ferramentas para que crianças e jovens desenvolvam as habilidades necessárias para consumir informação. O anúncio foi feito durante uma coletiva de imprensa.

A ideia do apoio é capacitar professores e organizações de ensino sobre a temática da educação midiática. O novo recurso se soma aos R$ 4 milhões também investidos pelo Google.org na primeira etapa do programa, totalizando assim R$ 9 milhões com o objetivo de garantir as atividades do programa até 2023.

Essa nova contribuição do Google.org garantirá a continuidade do programa, bem como a consolidação e a ampliação das ações desenvolvidas na primeira etapa. Basicamente, a estratégia é estabelecer parcerias com redes estaduais e municipais, públicas e privadas e organizações da sociedade civil para expandir o alcance do programa no país.

(Imagem: Compare Fibre)
(Imagem: Compare Fibre)

“Interagir de maneira crítica com conteúdos como discursos e notícias na internet se tornou algo essencial, principalmente agora no Brasil sob pandemia e às vésperas de uma nova eleição presidencial”, afirmou Marco Túlio Pires, diretor do Google News Lab no Brasil, durante a coletiva. “Nosso apoio ao trabalho do EducaMídia, que leva esse conhecimento às novas gerações por meio da educação, é mais uma das formas de combatermos a desinformação no país”, acrescentou.

Para Patricia Branco, presidente do Instituto Palavra Aberta, a educação midiática é um direito e uma necessidade de todos os cidadãos, além de um conceito essencial para a manutenção da democracia. “É importante que esteja inserido no contexto da aprendizagem desde cedo e que os educadores sejam preparados para trabalhar essa temática na sala de aula”, apontou.

Educação midiática e tecnologia

Questionada pelo Canaltech sobre a relação entre a educação midiática e a tecnologia, Mariana Ochs, coordenadora do Instituto Palavra Aberta, afirmou que quando se começa a trabalhar com tecnologia nas escolas, a pergunta não deve ser "qual tecnologia, ferramenta, plataforma ou aplicativo?", mas sim "tecnologia para quê?".

"A tecnologia precisa ser entendida não como ferramenta, mas como linguagem, cultura. A internet precisa ser vista como território. Ter o domínio da tecnologia é uma questão de inclusão. É uma questão de equidade, participação na sociedade e cidadania. A gente precisa preparar os jovens para isso, e a educação midiática acaba dando um contexto para o uso de tecnologia na escola", dissertou a coordenadora.

"A fluência digital é muito importante na medida em que abre as portas para a relação mais consciente com a informação e essa possibilidade de investigação autônoma de conteúdos pelos alunos. Mas também é importante a gente dizer que a educação pode ser desplugada. A gente entende que está preparando esses alunos não só para uma educação mais conectada e para práticas pedagógicas mais contemporâneas, mas para uma vida em sociedade onde as relações são muito mediadas pela tecnologia", ressaltou.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos