Mercado fechará em 4 h 34 min
  • BOVESPA

    122.970,86
    +1.169,65 (+0,96%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.355,98
    +160,55 (+0,31%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,70
    +0,55 (+0,81%)
     
  • OURO

    1.804,60
    -9,90 (-0,55%)
     
  • BTC-USD

    39.200,86
    -114,64 (-0,29%)
     
  • CMC Crypto 200

    977,04
    +1,15 (+0,12%)
     
  • S&P500

    4.421,50
    +18,84 (+0,43%)
     
  • DOW JONES

    34.992,08
    +199,41 (+0,57%)
     
  • FTSE

    7.113,94
    -9,92 (-0,14%)
     
  • HANG SENG

    26.204,69
    -221,86 (-0,84%)
     
  • NIKKEI

    27.728,12
    +144,04 (+0,52%)
     
  • NASDAQ

    15.151,50
    +78,00 (+0,52%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1067
    -0,0116 (-0,19%)
     

Google exigirá endereço físico de desenvolvedor para evitar golpes na Play Store

·2 minuto de leitura

Não é de hoje que a Play Store é alvo de tentativa de golpes por desenvolvedores maliciosos e seus apps projetados para enganar o usuário. Apesar de a loja ter endurecido as regras, as fraudes continuam e o Google tem trabalhado para melhorar a integridade do ambiente.

Em breve, os desenvolvedores terão que fornecer endereço físico, além de verificar seu acesso a um e-mail verdadeiro e o número de telefone associados à conta. Esse dado pode ser da própria residência, caso o criador seja independente e não esteja vinculado a nenhuma empresa do segmento.

Novas medidas de segurança estão sendo tomadas para evitar fraudes na Play Store (Imagem: Divulgação/Google)
Novas medidas de segurança estão sendo tomadas para evitar fraudes na Play Store (Imagem: Divulgação/Google)

Segundo o Google, o endereço físico permanecerá oculto e será usado apenas para fins de confirmação da identidade. Ainda não está claro se a empresa pretende enviar algum tipo de código para o local informado, mas possivelmente isso esteja nos planos como fator de checagem.

As políticas de segurança também devem começar a proibir o uso de recursos voltados exclusivamente para atrair cliques, como letras maiúsculas, emoji nos títulos ou inclusão de frases como “baixe agora”. A ideia é evitar que as pessoas sejam iludidas por esse tipo de marketing agressivo que pode potencializar os golpes.

Outra exigência será o login em duas etapas, assim evita-se que uma conta verdadeira seja roubada para uso indevido por terceiros. Tudo isso será necessário para aumentar a segurança e garantir que se tratam de pessoas reais.

Comércio clandestino de contas

Segundo o site The Record, essa iniciativa do Google seria uma resposta a denúncias envolvendo uma suposta máfia de criação de contas falsas de desenvolvedores. Estaria ocorrendo um comércio ilegal em fóruns de internet, nos quais é possível comprar por US$ 89 cada conta original. Esse tipo de fraude é usado para permitir que qualquer pessoa suba apps com malware ou técnicas para enganar usuários da Play Store.

Venda de contas originais da Play Store em fórum clandestino (Imagem: Reprodução/The Record)
Venda de contas originais da Play Store em fórum clandestino (Imagem: Reprodução/The Record)

Essa é uma mudança similar à ocorrida para as contas comuns do Google, vigente desde o início deste ano, cuja autenticação de dois fatores é considerada como requisito padrão. A partir de agosto, não será possível ter uma conta no sistema sem que seja fornecido um método alternativo de login para confirmação de identidade.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos