Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.334,83
    +299,66 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.784,58
    +191,67 (+0,43%)
     
  • PETROLEO CRU

    59,75
    -0,89 (-1,47%)
     
  • OURO

    1.709,00
    -14,00 (-0,81%)
     
  • BTC-USD

    49.316,73
    +3.032,17 (+6,55%)
     
  • CMC Crypto 200

    987,23
    +59,00 (+6,36%)
     
  • S&P500

    3.901,82
    +90,67 (+2,38%)
     
  • DOW JONES

    31.535,51
    +603,14 (+1,95%)
     
  • FTSE

    6.588,53
    +105,10 (+1,62%)
     
  • HANG SENG

    29.572,03
    +119,46 (+0,41%)
     
  • NIKKEI

    29.635,02
    -28,48 (-0,10%)
     
  • NASDAQ

    13.283,25
    +3,50 (+0,03%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7888
    -0,0068 (-0,10%)
     

Google estuda opção à ferramenta contra rastreamento da Apple

Mark Gurman e Nico Grant
·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- O Google estuda uma alternativa à nova ferramenta antirrastreamento da Apple, em mais um sinal de que o setor de Internet pouco a pouco começa a abordar a questão da privacidade dos usuários, de acordo com pessoas com conhecimento do assunto.

Internamente, o gigante de buscas avalia como pode limitar a coleta de dados e o rastreamento de aplicativos cruzados no sistema operacional Android de forma menos rigorosa do que a solução da Apple, disseram as pessoas, que pediram para não serem identificadas.

O Google tenta equilibrar as demandas crescentes de consumidores preocupados com privacidade com as necessidades financeiras de desenvolvedores e anunciantes. A unidade da Alphabet busca informações dessas partes interessadas, semelhante à forma como está desenvolvendo lentamente um novo padrão de privacidade para navegação na web, o chamado Privacy Sandbox.

Com mais de US$ 100 bilhões em vendas anuais de anúncios digitais, o Google tem interesse em ajudar parceiros a continuar gerando receita, direcionando anúncios para usuários de aparelhos Android e medindo o desempenho desses focos de marketing.

“Estamos sempre procurando maneiras de trabalhar com desenvolvedores para elevar o nível de privacidade e, ao mesmo tempo, possibilitar um ecossistema de aplicativos saudável e com suporte de anúncios”, disse um porta-voz do Google em comunicado.

Na próxima atualização de software para iPhones e iPads - iOS 14.5 e iPadOS 14.5 -, a Apple vai incluir a nova ferramenta App Tracking Transparency. O recurso permite que consumidores escolham se os aplicativos podem coletar dados sobre eles em outros aplicativos e sites. A mudança iminente abalou a indústria de publicidade digital. Facebook e outras empresas se queixaram de que o recurso limitará a capacidade de veicular anúncios personalizados com eficácia e gerar receita.

Uma solução do Google provavelmente será menos rígida e não exigirá a necessidade de ativar o rastreamento de dados como a ferramenta da Apple, disseram as pessoas. O estudo de uma alternativa do Android ao recurso da Apple ainda está nos estágios iniciais, e o Google não decidiu quando ou se seguirá em frente com as mudanças.

A alternativa para a web Privacy Sandbox do Google permite alguma segmentação de anúncios com coleta de dados menos específica. Como parte dessa solução, a empresa desenvolveu a tecnologia Federated Learning of Cohorts, que permite aos anunciantes segmentar grupos de pessoas com interesses semelhantes, em vez de indivíduos. É provável que o Google adote abordagem semelhante com o Android.

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.