Mercado fechará em 5 h 7 min
  • BOVESPA

    106.281,92
    -2.169,28 (-2,00%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.161,47
    -280,74 (-0,62%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,70
    -0,45 (-0,55%)
     
  • OURO

    1.657,80
    -12,20 (-0,73%)
     
  • BTC-USD

    19.185,31
    -224,18 (-1,16%)
     
  • CMC Crypto 200

    437,98
    -8,00 (-1,79%)
     
  • S&P500

    3.638,75
    -80,29 (-2,16%)
     
  • DOW JONES

    29.201,28
    -482,46 (-1,63%)
     
  • FTSE

    6.830,79
    -174,60 (-2,49%)
     
  • HANG SENG

    17.165,87
    -85,01 (-0,49%)
     
  • NIKKEI

    26.422,05
    +248,07 (+0,95%)
     
  • NASDAQ

    11.195,50
    -360,25 (-3,12%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2805
    +0,0479 (+0,92%)
     

Google estende checagem de anúncios políticos a candidatos estaduais

Google vai ampliar dados do relatório (Getty Image)
Google vai ampliar dados do relatório (Getty Image)
  • Relatório da empresa mostra dados de anúncios políticos

  • Levantamento permite que os eleitores verifique informações das propagandas

  • Google Ads ainda checa se os anunciantes são quem dizem ser

Não é de hoje que os partidos políticos utilizam a internet como ferramenta para campanhas eleitorais. Pensando em aumentar a transparência no processo democrático, o Google anunciou nesta quinta-feira (18) que candidatos a cargos estaduais também terão os anúncios políticos divulgados no relatório da empresa.

Criado especialmente para as eleições de 2022, o Relatório de Transparência de Anúncios Políticos do Google é uma plataforma que permite que os eleitores verifique informações das propagandas políticas, checando informações relevantes, como quanto um candidato gastou nos anúncios.

No início, apenas anúncios ligados a partidos políticos, candidatos a cargos de nível federal e pessoas que ocupam esses cargos são incluídos no levantamento.

A partir de setembro, a plataforma começará a mostrar anúncios que mencionem governantes eleitos ou candidatos aos cargos de governadores, vice-governadores, deputados de Assembleia Legislativa Estadual ou da Câmara Legislativa do Distrito Federal.

Esse relatório, é possível observar os anúncios veiculados em plataformas como o YouTube e sites que usam o AdSense (serviço de anúncios oferecido pelo Google), período, valor e nome de quem pagou pelas campanhas.

Veja como foram as últimas pesquisas eleitorais de 2022:

Outra medida anunciada pela empresa é que os anúncios deverão passar por uma verificação obrigatória, que já era exigido para políticos a nível federal. Nessa etapa, o Google Ads checa se os anunciantes são quem dizem ser.

Em nota, o Google diz que já consta no Relatório alguns casos de candidatos de nível estadual, mas que isso acontece, uma vez que essas propagandas mencionam candidatos em nível federal, como à presidência ou partidos políticos, o que faz com que estejam no escopo da política de anúncios eleitorais.