Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.405,35
    +348,13 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.319,57
    +116,77 (+0,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,50
    +0,46 (+0,65%)
     
  • OURO

    1.763,90
    -10,90 (-0,61%)
     
  • BTC-USD

    35.644,65
    -1.961,21 (-5,22%)
     
  • CMC Crypto 200

    888,52
    -51,42 (-5,47%)
     
  • S&P500

    4.166,45
    -55,41 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    33.290,08
    -533,37 (-1,58%)
     
  • FTSE

    7.017,47
    -135,96 (-1,90%)
     
  • HANG SENG

    28.801,27
    +242,68 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    28.964,08
    -54,25 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.103,00
    -62,50 (-0,44%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0361
    +0,0736 (+1,23%)
     

Google está desenvolvendo seu próprio gerenciador de senhas

·2 minuto de leitura
Google está desenvolvendo seu próprio gerenciador de senhas
Google está desenvolvendo seu próprio gerenciador de senhas

Uma entrada vista no Chromium Gerrit, plataforma de gerenciamento de código-fonte do Google, indica que a empresa está desenvolvendo um gerenciador de senhas próprio para o Chrome. Segundo o Chrome Story, o administrador funcionaria de forma integrada com o Google Mobile Services (GMS), nome dado ao pacote de apps e serviços do Google encontrado na maioria dos smartphones Android.

Diz a entrada, que data do último dia 09/06: “Gerenciador unificado de senhas: usa os serviços do Google Mobile para armazenar e recuperar senhas. Aviso: altamente experimental. Pode levar à perda de senhas e afetar o desempenho”.

Ao que parece, o gerenciador se tornaria o serviço principal do Google para autenticação de senhas, mas as informações sobre o seu uso ainda são escassas. O app também teria integração com o Chrome no tablet e no desktop ou seria um gerenciador dedicado exclusivamente ao Android?

Vale lembrar que o Google já opera um gerenciador de senhas, mas a autenticação de dois fatores não é própria do serviço, dependendo de um app externo como o Authy ou o Google Authenticator para completar a execução. O acesso ao gerenciador também não é dos melhores: embora o Chrome e o Android disponham um prompt de preenchimento automático toda vez que o usuário precise digitar uma senha, o ajuste nas configurações não costuma ser uma experiência muito edificante.

Mudanças na privacidade

Durante o I/O 2021, no mês passado, ficou bem claro que o Google tem concentrado seus esforços no aperfeiçoamento de soluções de privacidade para o Chrome. A companhia explicou, por exemplo, que está trabalhando em um recurso que mudará senhas que vazarem automaticamente.

O Google também anunciou recentemente que vai tornar a autenticação em dois fatores como obrigatória. Este recurso acrescenta uma camada extra de segurança quando o usuário faz o login em algum serviço digital, dificultando possíveis invasões por hackers.

Via Phandroid

Imagem: Lukbar/iStock

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos