Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,91 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,62 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,96
    -0,65 (-0,90%)
     
  • OURO

    1.753,90
    -2,80 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    47.347,88
    -1.031,05 (-2,13%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.193,48
    -32,05 (-2,62%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,44 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.282,75
    -226,75 (-1,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1994
    +0,0146 (+0,24%)
     

Google e Microsoft prometem US$ 30 bilhões para ajudar EUA contra o cibercrime

·1 minuto de leitura

Após reunião com o presidente americano Joe Biden, empresas de tecnologia como Apple, Google e Microsoft se comprometeram a ajudar o país a reforçar a cibersegurança. As companhias ofereceram investir bilhões em infraestrutura cibernética, bem como auxiliar a rede de fornecedores e garantir educação.

O encontro vem após ciberataques contra agências do governo e contra infraestruturas de energia, como a Colonial Pipeline. “Na realidade, a maioria da infraestrutura crítica do país é operada pelo setor privado. Por isso, o governo federal não consegue enfrentar esse desafio sozinho”, pondera Biden.

Participaram da reunião Sundar Pichai, CEO da Alphabet, Andy Jassy, CEO da Amazon, Tim Cook, CEO da Apple, Arvind Krishna, CEO da IBM, e Satya Nadella, CEO da Microsoft. Representantes de outros segmentos, como energia e educação, também estiveram presentes.

Imagem: Reprodução/Pixabay/Darwin Laganzon
Imagem: Reprodução/Pixabay/Darwin Laganzon

Promessas das companhias

A Apple diz que vai pedir aos parceiros que adotem protocolos mais rígidos, como a autenticação multifator. Além disso, vai oferecer treinamentos de segurança, resposta a incidentes e remediação de vulnerabilidades. Já a Amazon planeja enviar um dispositivo de autenticação multifator a todos os usuários da Amazon Web Services e colocar os treinamentos de proteção de sua equipe à disposição do público gratuitamente.

No Google, a ideia é investir mais de US$ 10 bilhões nos próximos cinco anos para fortalecer a cibersegurança dos EUA e a rede de fornecedores de software. A companhia diz, ainda, que vai treinar mais de 100 mil norte-americanos em análise de dados e suporte de tecnologia da informação por meio de seu programa de Certificado de Carreira nos próximos três anos. A Microsoft promete investir US$ 20 bilhões em cinco anos, com promessas semelhantes às do Google.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos