Mercado fechado
  • BOVESPA

    109.074,43
    -1.501,04 (-1,36%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    41.772,84
    +98,54 (+0,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,13
    -0,40 (-0,88%)
     
  • OURO

    1.778,90
    -9,20 (-0,51%)
     
  • BTC-USD

    19.459,71
    +50,70 (+0,26%)
     
  • CMC Crypto 200

    381,79
    +17,20 (+4,72%)
     
  • S&P500

    3.621,63
    -16,72 (-0,46%)
     
  • DOW JONES

    29.638,64
    -271,73 (-0,91%)
     
  • FTSE

    6.266,19
    -101,39 (-1,59%)
     
  • HANG SENG

    26.341,49
    -553,19 (-2,06%)
     
  • NIKKEI

    26.433,62
    -211,09 (-0,79%)
     
  • NASDAQ

    12.304,25
    +46,75 (+0,38%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3817
    +0,0071 (+0,11%)
     

Google Drive poderá armazenar e abrir arquivos criptografados

Ramon de Souza
·1 minuto de leitura

O número de ataques cibernéticos só aumenta, e, ao mesmo tempo, é cada vez mais comum que a nuvem seja o local primário utilizado pelos internautas para armazenar seus arquivos mais importantes. Juntando essas duas tendências, o Google pode estar prestes a lançar um recurso em sua plataforma Drive que poderá se tornar seu maior diferencial perante o competitivo mercado de serviços de armazenamento na nuvem.

O pessoal do site XDA Developers analisou o código fonte da mais recente compilação do app oficial do Google Drive para Android — a versão 2.20.441.06.40 — e identificou diversas linhas fazendo menção a uma futura compatibilidade com documentos criptografados. É difícil dizer, com exatidão, como o sistema funcionará, mas é possível dar alguns palpites com base nas frases vazadas.

<em>Imagem: Reprodução/XDA Developers</em>
Imagem: Reprodução/XDA Developers

Possivelmente o Drive permitirá que você criptografe seus arquivos na nuvem, descriptografando-os somente quando for necessário abri-los ou baixá-los para execução local no smartphone. Isso garantiria que toda a sua biblioteca permanecesse segura mesmo caso um criminoso cibernético consiga invadir a sua conta Google, já que ele não conseguiria abrir suas fotos, textos ou vídeos.

Também não está claro como será feita a autenticação do usuário, que deve depender de algum fator adicional além dos clássicos e-mail e senha. Vale lembrar que, atualmente, a única forma de adicionar uma camada extra de proteção em seus arquivos do Drive é utilizando plugins desenvolvidos por terceiros; ademais, só o Dropbox possui um recurso similar, mas sendo limitado a determinados tipos de arquivos.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: