Mercado fechará em 4 h 16 min
  • BOVESPA

    111.509,30
    -2.284,98 (-2,01%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.766,91
    -425,42 (-0,82%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,62
    -0,99 (-1,36%)
     
  • OURO

    1.754,10
    -2,60 (-0,15%)
     
  • BTC-USD

    47.572,67
    -384,87 (-0,80%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.206,26
    -19,27 (-1,57%)
     
  • S&P500

    4.437,26
    -36,49 (-0,82%)
     
  • DOW JONES

    34.547,45
    -203,87 (-0,59%)
     
  • FTSE

    6.942,47
    -85,01 (-1,21%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.530,00
    +12,25 (+0,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2197
    +0,0349 (+0,56%)
     

Google deve trocar Qualcomm por Samsung no modem 5G do Pixel 6

·2 minuto de leitura

O Google está preparando uma renovação completa nas especificaçoes internas dos Pixel 6 e Pixel 6 Pro. Além dos já divulgados processadores Tensor, a marca planeja mudar de fornecedora de modems de conectividade 5G nos novos aparelhos, passando da Qualcomm para a Samsung.

Isso representa uma ruptura no mercado de smartphones dos Estados Unidos, pois até o momento a Qualcomm possui praticamente um monopólio nos modems móveis — por lá, até mesmo os iPhones são equipados com componentes da empresa.

Aparelho terá componentes internos próprios do Google (Imagem: Renders By Ian)
Aparelho terá componentes internos próprios do Google (Imagem: Renders By Ian)

Será a primeira vez que a Samsung oferecerá os componentes para smartphones de outras marcas, o que também é um marco importante, já que mesmo os aparelhos da companhia sul-coreana são vendidos em configurações com chipsets e modems de conectividade da Qualcomm nos Estados Unidos — os únicos dispositivos da Samsung com modems próprios são os equipados com processadores Exynos, em versões destinadas ao mercado exterior.

A informação já era rumorada desde antes da confirmação de que a linha Pixel utilizaria um processador próprio, e foi confirmada pela Reuters nesta quinta-feira (26). De acordo com a agência, duas fontes internas da marca confirmaram que a mudança acontecerá já na nova geração de aparelhos do Google. Além disso, a própria Gigante das Buscas já tinha confirmado que os dipositivos terão suporte a ondas milimétricas (mmWave), capazes de fornecer velocidades altíssimas de conexão.

Tensor também deve ser produzido pela Samsung

Tensor deve trazer melhorias relacionadas à inteligência artificial (Imagem: Geektimeline)
Tensor deve trazer melhorias relacionadas à inteligência artificial (Imagem: Geektimeline)

A parceria entre Google e Samsung não para por aí: segundo rumores, a marca sul-coreana fará a produção dos chips Tensor, com um trabalho conjunto de desenvolvimento que, com o lançamento iminente da linha Pixel 6, já deve acontecer há bastante tempo.

Apesar disso, outras informações indicam que o Tensor não trará um grande salto de performance ou otimização de bateria, pelo menos não nessa primeira geração. Os processadores que serão lançados este ano devem trazer uma arquitetura similar aos Cortex-A78, Cortex-A76 e Cortex-A55 da ARM, com uma GPU Mali. A ideia da marca é evoluir o Tensor aos poucos, à medida que as gerações passem.

Portanto, os diferenciais do novo chip do Google devem ser centrados na inteligência artificial e aprendizado de máquina (machine learning), áreas que a companhia americana já trabalha há anos e pode enfim integrar diretamente aos seus dispositivos. As expectativas giram em torno de melhorias em fotos e vídeos, pesquisas, legendas automáticas, text-to-speech e mais.

Os Pixel 6 e Pixel 6 Pro ainda não possuem uma data de lançamento definida, mas algumas novidades reveladas por vazamentos incluem tela de resolução 3120 x 1440 pixels com taxa de atualização de 120 Hz, câmera com zoom 4x, interface Material You do Android 12 e melhorias de segurança. Os aparelhos chegam ao mercado internacional entre os meses de setembro e novembro.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos