Mercado fechará em 4 h 38 min
  • BOVESPA

    130.904,29
    +1.463,26 (+1,13%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.208,57
    -77,89 (-0,15%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,51
    +0,60 (+0,85%)
     
  • OURO

    1.866,60
    -13,00 (-0,69%)
     
  • BTC-USD

    40.644,59
    +4.705,64 (+13,09%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.009,76
    +40,92 (+4,22%)
     
  • S&P500

    4.238,71
    -8,73 (-0,21%)
     
  • DOW JONES

    34.277,89
    -201,71 (-0,59%)
     
  • FTSE

    7.167,18
    +33,12 (+0,46%)
     
  • HANG SENG

    28.842,13
    +103,23 (+0,36%)
     
  • NIKKEI

    29.161,80
    +213,07 (+0,74%)
     
  • NASDAQ

    14.022,25
    +28,00 (+0,20%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1365
    -0,0561 (-0,91%)
     

Google deve, enfim, criar lojas físicas para vender seus aparelhos

·2 minuto de leitura
Google deve, enfim, criar lojas físicas para vender seus aparelhos
Google deve, enfim, criar lojas físicas para vender seus aparelhos

O Google anunciou hoje (20/05) que vai abrir sua primeira loja física em Nova York no verão do hemisfério norte, ou seja, entre junho e setembro desse ano. A loja vai ficar no bairro de Chelsea, onde também fica o principal escritório da companhia na cidade.

A nova loja física do Google deve seguir os mesmos moldes das Apple Stores, com especialistas no local para mostrar como os dispositivos do Google funcionam juntos, ajudar com dúvidas de configuração e reparar produtos danificados. Na Google Store, serão vendidos todo tipo de aparelhos da empresa, como celulares Pixel, produtos domésticos smart com o Nest, smartwatches Fitbit e computadores Pixelbooks.

O local vai contar com experiências imersivas para os clientes, onde eles poderão testar os aparelhos Google antes de fechar a compra. Segundo a companhia, os clientes também têm a opção de encomendar aparelhos nas lojas online e retirar o produto na loja física do Google.

No anúncio, o Google também mencionou as medidas de segurança que a loja vai tomar durante a pandemia. “Máscaras, álcool gel e distanciamento social serão exigidos na Google Store, e vamos limpar todos os espaços várias vezes por dia. O número de clientes na loja será limitado para garantir que as pessoas se sintam seguras durante sua experiência de compras, e opções de retirada fácil também estarão disponíveis.” Como o XDA Developers apontou, o limite de clientes na loja provavelmente vai gerar filas longas nas primeiras semanas depois da inauguração.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Se a Google Store será um sucesso e vai desencadear a abertura de mais lojas físicas da companhia pelo mundo, só o tempo dirá. Por enquanto, o pessoal da internet já aproveitou a notícia para fazer piada, como no tweet acima: “vou chegar pro caixa e perguntar quantas xícaras tem um galão.”

Via The Verge