Mercado abrirá em 3 h 53 min
  • BOVESPA

    121.801,21
    -1.775,35 (-1,44%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.195,43
    -438,48 (-0,85%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,34
    +0,19 (+0,28%)
     
  • OURO

    1.813,20
    -1,30 (-0,07%)
     
  • BTC-USD

    38.580,07
    +892,32 (+2,37%)
     
  • CMC Crypto 200

    952,46
    +25,69 (+2,77%)
     
  • S&P500

    4.402,66
    -20,49 (-0,46%)
     
  • DOW JONES

    34.792,67
    -323,73 (-0,92%)
     
  • FTSE

    7.129,05
    +5,19 (+0,07%)
     
  • HANG SENG

    26.204,69
    -221,86 (-0,84%)
     
  • NIKKEI

    27.728,12
    +144,04 (+0,52%)
     
  • NASDAQ

    15.093,75
    +20,25 (+0,13%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1463
    +0,0280 (+0,46%)
     

Google compra startup que fabrica óculos “inteligentes”

·2 minuto de leitura
Google anunciou compra da startup North, que fabrica óculos inteligentes. (Foto: Federico Gambarini/picture alliance via Getty Images)
Google anunciou compra da startup North, que fabrica óculos inteligentes. (Foto: Federico Gambarini/picture alliance via Getty Images)

Como se não bastassem as telas dos celulares, das quais não desgrudamos o dia inteiro, as grandes empresas de tecnologia querem levar informações às lentes de nossos óculos. Em meio a rumores de que a Apple lançaria ainda em 2020 seus “óculos inteligentes”, a Google anunciou a aquisição de uma startup que fabrica lentes inteligentes, também.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

A gigante da tecnologia americana comprou a startup canadense North. O valor do acordo, anunciado em um post no blog da Google, não foi revelado. A partir de agora, as equipes da North vão passar a integrar o time Google.

A North já lançou alguns óculos de realidade aumentada que foram elogiados pelo jornalismo especializado. Em um post, o vice-presidente sênior do Google, Rick Osterloh, falou que a compra foi motivada pela North ter criado uma “sólida base tecnológica”. E que seus engenheiros ajudarão o Google a construir seu futuro de “computação ambiente”, ou um tipo de computação que não é percebida diretamente pelo usuário, e ocorre “paralelamente” à sua experiência.

“Nós estamos construindo um futuro onde a ajuda está por todo lado, onde todos os seus dispositivos trabalham juntos e a tecnologia desaparece no plano de fundo”, escreveu Osterloh.

Essa não é a primeira investida do Google nessa área. Você provavelmente vai lembrar do fracassado Google Glass, projeto da empresa que acabou descontinuado depois de o seu design ter se provado pouco atraente para os consumidores.

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos