Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.405,35
    +348,13 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.319,57
    +116,77 (+0,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,50
    +0,46 (+0,65%)
     
  • OURO

    1.763,90
    -10,90 (-0,61%)
     
  • BTC-USD

    35.894,30
    -2.102,95 (-5,53%)
     
  • CMC Crypto 200

    888,52
    -51,42 (-5,47%)
     
  • S&P500

    4.166,45
    -55,41 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    33.290,08
    -533,37 (-1,58%)
     
  • FTSE

    7.017,47
    -135,96 (-1,90%)
     
  • HANG SENG

    28.801,27
    +242,68 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    28.964,08
    -54,25 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.103,00
    -62,50 (-0,44%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0361
    +0,0736 (+1,23%)
     

Google coleta dados de pacientes para desenvolver algoritmos de saúde

·1 minuto de leitura
Google coleta dados de pacientes para desenvolver algoritmos de saúde
Google coleta dados de pacientes para desenvolver algoritmos de saúde

Com o objetivo de coletar dados de pacientes e desenvolver algoritmos para a saúde, o Google fechou um acordo com uma rede nacional de hospitais. Os índices serão construídos com registros de pacientes compartilhados pela rede de hospitais HCA Healthcare, o qual engloba cerca de 2.000 hospitais em 21 estados.

Em um comunicado conjunto do Google e do HCA Healthcare, as empresas afirmaram que a rede de hospitais atualmente usa informações de 32 milhões de interações anuais com pacientes e também já implementou 90 mil dispositivos móveis que rodam seu próprio software de análise de saúde.

Agora, foi relatado pela primeira vez pelo The Wall Street Journal, que o Google usará sua API Cloud Healthcare junto com o banco de dados BigQuery para construir ferramentas personalizadas para a rede.

Leia mais!

O acordo foi criado para “capacitar médicos, enfermeiras e outros com ferramentas de fluxo de trabalho, análises e alertas em seus dispositivos móveis para ajudar os médicos a responder rapidamente às mudanças na condição de um paciente. A parceria também terá como foco o impacto em áreas de suporte não clínico que podem se beneficiar desde fluxos de trabalho aprimorados até o melhor uso de dados e insights, como cadeia de suprimentos, recursos humanos e operações físicas da planta, entre outros”, disseram em comunicado.

Entretanto, não seria a primeira vez que o Google coletaria dados de pacientes. Em 2019, o empresa foi chamada para coletar discretamente dados de saúde de milhões de americanos. Essa iniciativa de coleta de dados foi chamada de Projeto Nightingale e fazia parte de um acordo com a Ascension.

Fonte: Cnet

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos