Mercado abrirá em 5 horas 1 minuto
  • BOVESPA

    108.651,05
    +248,77 (+0,23%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.241,81
    -113,05 (-0,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    89,69
    -0,81 (-0,90%)
     
  • OURO

    1.807,40
    -4,90 (-0,27%)
     
  • BTC-USD

    22.973,47
    -867,38 (-3,64%)
     
  • CMC Crypto 200

    534,56
    -22,79 (-4,09%)
     
  • S&P500

    4.122,47
    -17,59 (-0,42%)
     
  • DOW JONES

    32.774,41
    -58,13 (-0,18%)
     
  • FTSE

    7.474,15
    -14,00 (-0,19%)
     
  • HANG SENG

    19.563,65
    -439,79 (-2,20%)
     
  • NIKKEI

    27.819,33
    -180,63 (-0,65%)
     
  • NASDAQ

    13.029,50
    -2,00 (-0,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2525
    +0,0198 (+0,38%)
     

Google Chrome promete reduzir consumo de bateria em 10% em celulares e notebooks

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O Google começou a experimentar uma melhoria que promete reduzir em até 10% o consumo de bateria por notebooks, celulares e tablets que usam o Chrome. Chamado Quick Intensive Throttling, a novidade é uma evolução de um recurso introduzido no Chrome 87 que impede o JavaScript de ativar guias mais de uma vez por minuto após ter sido suspensa por inatividade.

Quando liberou a mudança no Chrome 87, o Google notou uma redução de 5x no uso da CPU pelo navegador, fato que resultou no aumento da duração das baterias em mais de uma hora. O novo modelo reduzirá o tempo de inatividade de cinco minutos para dez segundos, assim as guias serão suspensas mais rapidamente e isso vai exigir menor processamento.

Ao ativar este recurso, o Chrome acredita em um aumento de 10% da duração da bateria de celulares e notebooks (Imagem: Captura de tela/Alveni Lisboa/Canaltech)
Ao ativar este recurso, o Chrome acredita em um aumento de 10% da duração da bateria de celulares e notebooks (Imagem: Captura de tela/Alveni Lisboa/Canaltech)

O timer de cinco minutos foi escolhido na época de modo conservador para permitir o lançamento do recurso sem muitos traumas. Agora que tudo foi ajustado, os desenvolvedores do Chrome garantem ser possível diminuir o prazo sem causar problemas para a experiência do usuário e ainda com ganhos reais para os computadores em termos de economia de recursos.

A mudança não afeta a experiência de uso das pessoas, porque a guia inativa continuará aberta na mesma página e no local exato onde a navegação foi interrompida. É claro que a guia dormente pode levar alguns milissegundos para despertar, mas é algo que não incomodará ninguém, principalmente ao se considerar a economia de bateria decorrente.

Como ativar o Quick Intensive Throttling

Por enquanto, o recurso é testado exclusivamente nas versões do Chrome Canary e Dev, logo é necessário ativar um sinalizador (flags) do navegador para funcionar. Se quiser visualizar o recurso, faça o procedimento abaixo:

  1. Instale ou atualize para a versão mais recente do Chrome Canary ou Chrome Dev;

  2. Abra o programa e digite o código na barra de endereços: chrome://flags/#quick-intensive-throttling-after-loading;

  3. Clique na seta e troque para "Enabled" para ativar o recurso;

  4. Reinicie o navegador para funcionar.

Pronto, a partir de agora o Chrome passará a colocar as guias em descanso e reativá-las rapidamente quando você precisar utilizar. Por ser algo em fase de testes, alguns erros ainda podem ocorrer, logo é recomendado apenas usar por sua conta e risco.

Feito o procedimento, repare se a bateria do seu notebook ou celular passou a durar mais após isso. Talvez você não perceba tanto a olho nu, porque 10% pode não significar tanto para quem usa o computador o dia inteiro para outras atividades. Mesmo assim, é uma boa notícia para evitar que o usuário dependa tanto de uma tomada ao navegar pela internet com dispositivos móveis.

Não há informação oficial sobre quando a novidade chegará à versão estável do Chrome. Atualmente, o navegador está na versão 103 e deve ter um novo lançamento ainda este mês, porém ainda sem pistas das melhorias.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos