Mercado abrirá em 6 h 43 min
  • BOVESPA

    128.427,98
    -339,48 (-0,26%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.170,78
    +40,90 (+0,08%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,27
    +0,19 (+0,26%)
     
  • OURO

    1.776,20
    -7,20 (-0,40%)
     
  • BTC-USD

    32.819,11
    -1.263,15 (-3,71%)
     
  • CMC Crypto 200

    790,17
    -20,03 (-2,47%)
     
  • S&P500

    4.241,84
    -4,60 (-0,11%)
     
  • DOW JONES

    33.874,24
    -71,34 (-0,21%)
     
  • FTSE

    7.074,06
    -15,95 (-0,22%)
     
  • HANG SENG

    28.889,50
    +72,43 (+0,25%)
     
  • NIKKEI

    28.864,14
    -10,75 (-0,04%)
     
  • NASDAQ

    14.298,50
    +35,50 (+0,25%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9286
    +0,0001 (+0,00%)
     

Google Chrome já tem mais de 3,2 bilhões de usuários

·3 minuto de leitura

Quase 41% dos usuários da internet mundial optam por navegar na web por meio do Google Chrome, o que corresponde a pouco mais de 3,2 bilhões de pessoas. Os números impressionantes revelam o quão popular é o navegador da principal empresa de tecnologia do planeta.

Estes dados resultam da pesquisa realizada pela Atlas VPN, empresa especializada em oferecer serviços de navegação privada para quem deseja ter mais privacidade na web. Segundo a companhia, as mais de 3,2 bilhões de pessoas que tinham o Chrome como padrão em abril o consideram relevante devido às suas várias opções de personalização e velocidade.

Mesmo tido como um feroz consumidor de memória RAM, o browser ainda é visto como rápido em comparação com as outras alternativas. Se isso é fruto do costume ou do desconhecimento, isso não dá para saber, mas o fato é que a larga vantagem sobre os demais mostra o poder do Chrome.

O Google tem anunciado sucessivos aprimoramentos no seu navegador para se manter no topo. Durante a sua conferência anual deste ano, por exemplo, trouxe diversas melhorias que já começaram a ser testadas para trazer mais segurança, estabilidade e produtividade para o usuário.

Safari em segundo e Firefox bem atrás

O segundo navegador mais popular é o Safari, com quase 945 milhões de utilizadores. Por ser o padrão nos dispositivos da Apple, usuários de dispositivos como iPhone e Mac trabalham nele de forma natural.

Antes popular, o Firefox é o terceiro na lista, mas fica bem atrás do Safari, com pouco mais de 181 milhões de pessoas usando-o ativamente. A queda, segundo a Atlas, se deu em razão do maior foco apenas em privacidade, sem muitas mudanças cosméticas ou possibilidades de personalização.

O Microsoft Edge, em crescente ascensão, fica no quarto lugar com mais de 171 milhões usuários regulares. O Edge é baseado na mesma estrutura do Chrome, por isso se aproveita das suas vantagens e ainda adiciona melhorias próprias.

A briga entre os quatro maiores navegadores continua com o Chrome abrindo vantagem (Imagem: Rubens Eishima/Canaltech)
A briga entre os quatro maiores navegadores continua com o Chrome abrindo vantagem (Imagem: Rubens Eishima/Canaltech)

Em quinto e sexto lugares estão os navegadores Samsung Internet e Opera, respectivamente, com 166 milhões e 112 milhões de usuários mensais ativos em abril. O primeiro é o navegador nativo de quem tem telefones da Samsung, por isso muita gente acaba usando por comodidade, enquanto o segundo tem apostado em alternativas mais leves e modernas, inclusive com enfoque no público gamer.

Fim do Internet Explorer

Na semana passada, a Microsoft finalmente anunciou o fim de uma era: a morte do Internet Explorer. Após mais de duas décadas de épicas batalhas contra seus concorrentes, o navegador vai perder completamente o seu suporte a partir de 2022.

Mesmo com o fim anunciado, até bem pouco tempo, ainda havia uma base considerável de pessoas que usavam o IE, principalmente em máquinas mais antigas que usam o Windows XP e outros. Agora, ele finalmente se juntará ao também falecido Netscape Navigator, guardados apenas no coração dos saudosistas de plantão.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos