Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.405,35
    +348,13 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.319,57
    +116,77 (+0,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,50
    +0,46 (+0,65%)
     
  • OURO

    1.763,90
    -10,90 (-0,61%)
     
  • BTC-USD

    35.480,73
    -2.183,96 (-5,80%)
     
  • CMC Crypto 200

    882,91
    -57,03 (-6,07%)
     
  • S&P500

    4.166,45
    -55,41 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    33.290,08
    -533,37 (-1,58%)
     
  • FTSE

    7.017,47
    -135,96 (-1,90%)
     
  • HANG SENG

    28.801,27
    +242,68 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    28.964,08
    -54,25 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.103,00
    -62,50 (-0,44%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0361
    +0,0736 (+1,23%)
     

Google Chrome adiciona proteção contra extensões maliciosas

·2 minuto de leitura
Google Chrome adiciona proteção contra extensões maliciosas
Google Chrome adiciona proteção contra extensões maliciosas

O Chrome, navegador do Google, vai ganhar uma série de novas proteções contra downloads e extensões maliciosas. Os usuários serão alertados caso tentem baixar uma extensão não confiável para o Enhanced Safe Browsing e vão poder realizar uma verificação aprimorada em arquivos considerados inseguros.

Esse gerenciamento facilitado já era possível a partir de um Chromebook. Agora, quando o usuário tenta instalar uma extensão via Chrome Web Store, uma caixa de diálogo aparece para avisar se o item desejado não estiver na lista como confiável. Assim, é possível escolher entre cancelar a instalação ou continuar com o processo.

Leia mais:

Para que o Google considera os aplicativos confiáveis, eles precisarão cumprir as políticas do programa da empresa. O problema, para novos desenvolvedores, é que se tornar confiável pode levar alguns meses. Atualmente, quase 75% das extensões disponíveis na loja são consideradas seguras.

Já quando o assunto é download de arquivos, o Chrome atualmente executa uma verificação inicial dos metadados do ficheiro, para determinar a segurança. Se essa análise preliminar mostrar que há algum problema, o usuário pode solicitar uma verificação mais abrangente.

Caso o arquivo seja considerado perigoso, o navegador realiza o bloqueio. O Google informa que é possível ignorar essas etapas, mas por conta e risco do usuário.

Usuário será notificado caso a extensão não seja confiável. Imagem: Google
Usuário será notificado caso a extensão não seja confiável. Imagem: Google

A novas medidas acrescentadas ao Google Chrome fazem parte de um foco da big tech na segurança dos usuários do navegador. A empresa já havia removido, no início do ano, uma extensão popular que foi considerada prejudicial. Ela introduzia um software de rastreamento. As adições no sistema de segurança vão chegar para os usuários no Chrome 91, já presente em boa parte dos Chromebooks.

Para ativar as verificações, o usuário deve abrir o navegador e ir em ‘Configurações’. Lá, é preciso clicar em ‘privacidade e segurança’, depois em ‘segurança’ e aí sim em ‘proteção avançada’ para ativar a ‘segurança avançada de navegação’.

Via: Android Central

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos