Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.910,10
    -701,55 (-0,62%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.661,86
    +195,84 (+0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,29
    +0,68 (+0,79%)
     
  • OURO

    1.792,30
    -2,70 (-0,15%)
     
  • BTC-USD

    37.860,30
    +1.062,85 (+2,89%)
     
  • CMC Crypto 200

    863,83
    +21,37 (+2,54%)
     
  • S&P500

    4.431,85
    +105,34 (+2,43%)
     
  • DOW JONES

    34.725,47
    +564,69 (+1,65%)
     
  • FTSE

    7.466,07
    -88,24 (-1,17%)
     
  • HANG SENG

    23.550,08
    -256,92 (-1,08%)
     
  • NIKKEI

    26.717,34
    +547,04 (+2,09%)
     
  • NASDAQ

    14.430,25
    +443,50 (+3,17%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9813
    -0,0427 (-0,71%)
     

Google aposta em trabalho híbrido com espaço flexível em Londres

·1 min de leitura

(Bloomberg) -- O Google, da Alphabet, deve gastar US$ 1 bilhão para comprar seus próprios escritórios em Londres, mantendo uma presença importante na capital do Reino Unido em um momento em que as empresas lutam para saber como gerenciar os hábitos de trabalho dos funcionários.

Most Read from Bloomberg

A compra e reforma do complexo Central Saint Giles, para o qual se mudou em 2011, está sendo realizada à medida que a empresa termina a construção do sua nova sede gigante no Reino Unido na área de King’s Cross, que conta com piscina, salas de massagem e de exercícios.

A última compra é uma aposta do Google de que os trabalhadores de tecnologia vão querer voltar para o escritório - pelo menos temporariamente. O Google disse em comunicado na sexta-feira que reformará os escritórios para adicionar espaço de trabalho mais flexível para as equipes.

Em agosto do ano passado, o Google aprovou 85% dos pedidos dos funcionários para trabalho remoto ou realocação assim que seus escritórios reabrissem totalmente. A empresa espera que cerca de 60% de seus funcionários trabalhem no escritório alguns dias por semana, com cerca de 20% aptos a se candidatar a trabalhar permanentemente em casa.

As discussões do Google para comprar a propriedade de Central Saint Giles foram relatadas em outubro.

A demanda por edifícios de escritórios em Londres se manteve durante a pandemia, mesmo que as empresas continuem a fazer malabarismos para gerenciar o retorno à vida nos escritórios.

O Google disse que pretende acomodar 10.000 funcionários em suas instalações no Reino Unido assim que todos os projetos de construção e renovação em andamento estiverem concluídos. Atualmente são mais de 6.400.

Most Read from Bloomberg Businessweek

©2022 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos