Mercado abrirá em 2 h 59 min
  • BOVESPA

    100.774,57
    -1.140,88 (-1,12%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.007,16
    +308,44 (+0,62%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,37
    +0,80 (+1,22%)
     
  • OURO

    1.770,30
    -14,00 (-0,78%)
     
  • BTC-USD

    57.005,98
    +60,04 (+0,11%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.452,11
    -16,97 (-1,15%)
     
  • S&P500

    4.513,04
    -53,96 (-1,18%)
     
  • DOW JONES

    34.022,04
    -461,68 (-1,34%)
     
  • FTSE

    7.118,13
    -50,55 (-0,71%)
     
  • HANG SENG

    23.788,93
    +130,01 (+0,55%)
     
  • NIKKEI

    27.753,37
    -182,25 (-0,65%)
     
  • NASDAQ

    15.941,25
    +71,50 (+0,45%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4085
    -0,0383 (-0,59%)
     

Google anuncia acordos sobre remuneração de conteúdo com várias editoras alemãs

·1 min de leitura
Google recorreu contra multa aplicada por agência reguladora francesa (AFP/Lionel Bonaventure)

O Google anunciou nesta quinta-feira (18) que fechou contratos com vários editores alemães, incluindo a revista Der Spiegel, para remunerar seu conteúdo online, na aplicação de uma recente diretriz europeia sobre direitos conexos.

Além do Der Spiegel e do Die Zeit, o Google assinou contratos com o jornal econômico Handelsblatt e o Tagesspiegel, de Berlim, detalhou a empresa em uma postagem em seu site.

Editores de imprensa serão pagos por trechos de artigos postados online, quando eles vão além de fragmentos muito curtos, que não são cobertos pelos direitos conexos.

Os editores também devem ser pagos por prévias detalhadas sobre assuntos da atualidade.

O valor dos acordos não foi divulgado.

O gigante americano acrescentou que "outras discussões com grandes e pequenas editoras estão em estágio avançado".

Stefan Ottlitz, diretor-geral da Der Spiegel, saudou o acordo que, segundo ele, coroa "uma relação de trabalho construtiva com o Google de muitos anos".

Plataformas como o Google "são parceiros importantes para nós, especialmente porque geram muito tráfego para nossos sites", disse Rainer Esser, diretor-geral da editora Zeit.

Os direitos conexos são um novo componente da propriedade intelectual, introduzido após longas negociações durante a reforma dos direitos autorais europeus em 2019.

Na quarta-feira, o Google e a Agence France-Presse (AFP) anunciaram a assinatura de um acordo europeu sobre a remuneração por cinco anos do conteúdo da agência de notícias utilizado pela ferramenta de buscas.

jpl/smk/meb/mb/ap/mvv

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos