Mercado fechado
  • BOVESPA

    109.114,16
    -2.601,84 (-2,33%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.808,56
    -587,38 (-1,29%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,98
    +0,27 (+0,35%)
     
  • OURO

    1.636,90
    +3,50 (+0,21%)
     
  • BTC-USD

    19.330,77
    +500,24 (+2,66%)
     
  • CMC Crypto 200

    444,17
    +11,07 (+2,56%)
     
  • S&P500

    3.655,04
    -38,19 (-1,03%)
     
  • DOW JONES

    29.260,81
    -329,60 (-1,11%)
     
  • FTSE

    7.020,95
    +2,35 (+0,03%)
     
  • HANG SENG

    17.855,14
    -78,13 (-0,44%)
     
  • NIKKEI

    26.549,37
    +117,82 (+0,45%)
     
  • NASDAQ

    11.406,00
    +89,75 (+0,79%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1666
    -0,0128 (-0,25%)
     

Google Agenda vai aposentar recurso que pouca gente conhecia

O Google Agenda aposentará a função “Metas” do app. Criado em abril de 2016 para facilitar a organização de rotinas em busca de certos objetivos (passar mais tempo com a família, estudar e praticar atividades físicas, por exemplo), o mecanismo não será substituído por nenhuma outra ferramenta semelhante.

O Google não deu detalhes sobre o fim da ferramenta, mas é possível que a falta de uso e a possível redundância com outras funções do app sejam os motivos. “A partir de agosto de 2022, quando você criar uma meta, terá a opção de criar um evento recorrente no lugar”, informa a companhia em uma página de suporte.

A função "Metas" será aposentada no Google Agenda (Imagem: Igor Almenara/Canaltech)
A função "Metas" será aposentada no Google Agenda (Imagem: Igor Almenara/Canaltech)

Em novembro de 2022, as metas já estabelecidas continuarão salvas na agenda, mas não serão mais repetidas. A partir dessa data, o usuário também não poderá criar metas.

Como alternativa, o Google sugere:

  • Configurar novos eventos recorrentes ou repetir os eventos atuais (manualmente, obviamente)

  • Criar tarefas recorrentes no Google Tarefas ou no próprio Agenda

  • Agendar eventos recorrentes de horário de concentração — geralmente utilizado para recusar outros convites para aquele horário de forma automática. Essa função é exclusiva para contas comerciais ou estudantis

Está disponível por enquanto

Atualmente, o usuário ainda pode encontrar a função “Metas” no Google Agenda: selecione o botão “+” (soma) no canto inferior direito e toque no atalho “metas” para conferir o menu completo. A seção disponibiliza objetivos recorrentes, como “Exercícios”, “Aprender algo novo”, “Família e amigos”, “Tempo só para mim” e “Organizar minha vida”.

O botão "Meta" ainda está disponível no menu de criação do Google Agenda (Imagem: Igor Almenara/Canaltech)
O botão "Meta" ainda está disponível no menu de criação do Google Agenda (Imagem: Igor Almenara/Canaltech)

A ferramenta é como um assistente para criação de rotinas, mas poupando o usuário de escolher os momentos exatos para a tarefa escolhida. A pessoa escolhe o objetivo, determina a frequência que deseja fazê-lo, o tempo destinado a ele e o momento do dia ideal.

Encerramento deve ser automático

É bastante provável que o Google finalize a função “Metas” com um disparo por servidor — ou seja, sem precisar de atualizações no app. Sendo assim, é inevitável o fim da funcionalidade, contudo não deve ser tão difícil se adaptar para as funções similares.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: