Mercado fechado
  • BOVESPA

    96.582,16
    +1.213,40 (+1,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    36.801,37
    -592,34 (-1,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    36,03
    -0,14 (-0,39%)
     
  • OURO

    1.866,10
    -1,90 (-0,10%)
     
  • BTC-USD

    13.459,02
    -83,90 (-0,62%)
     
  • CMC Crypto 200

    264,05
    +21,37 (+8,80%)
     
  • S&P500

    3.310,11
    +39,08 (+1,19%)
     
  • DOW JONES

    26.659,11
    +139,16 (+0,52%)
     
  • FTSE

    5.581,75
    -1,05 (-0,02%)
     
  • HANG SENG

    24.586,60
    -122,20 (-0,49%)
     
  • NIKKEI

    23.331,94
    -86,57 (-0,37%)
     
  • NASDAQ

    11.186,75
    -156,00 (-1,38%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7427
    +0,0083 (+0,12%)
     

Golpista tenta vender terreno ao próprio dono e é preso

Colaboradores Yahoo Notícias
·2 minutos de leitura
Polícia apreende escrituras falsas de golpista em Bertioga (SP)
Polícia apreende escrituras falsas de golpista em Bertioga (SP)

A Polícia Civil prendeu em flagrante um homem de 35 anos por falsificação de documento público e estelionato. Ele é suspeito de fraudar vendas de imóveis em Bertioga, litoral de São Paulo. O golpista foi localizado após tentar negociar um terreno sem saber que a vítima era proprietária do local.

De acordo com informações da polícia ao portal G1, o golpista usava redes sociais e plataformas eletrônicas de venda. Um homem de 47 anos viu seu terreno ser comercializado e procurou o anunciante para um encontro presencial.

Leia também

O imóvel vendido teria valor aproximado de R$ 400 mil, mas estava sendo anunciado por R$ 80 mil. O suspeito teria se apresentado como dono do terreno, garantindo que tinha escritura pública e todos os impostos pagos.

A vítima, ao chegar ao local, descobriu que o terreno negociado pertencia a sua família e que a documentação apresentada como escritura do imóvel e o carnê de IPTU eram falsos.

“Por uma coincidência muito grande, a vítima tem outros imóveis na cidade, e quando foi ver esse constatou que o imóvel era dele e ficou assustado de ver a escritura falsificada. Imediatamente ele ligou na delegacia, eu atendi a ligação, e mandei uma equipe lá para tomar conhecimento do que estava acontecendo”, explicou o delegado titular da cidade, José Aparecido Cardia.

Os investigadores revistaram o veículo do vendedor e apreenderam escriturações imobiliárias, carnês de IPTU e outros documentos falsificados que eram utilizados nos golpes.

“As pessoas devem esgotar todas as pesquisas relacionadas a documentação em caso de compra de terrenos e casas. Devem buscar o cartório de registro de imóveis, certificar que a escritura é verdadeira. As vezes a sedução por um preço barato de um imóvel, que vale um preço mais alto e está sendo vendido por um valor muito abaixo, aguça a possibilidade da vítima sofrer um golpe. Essas escrituras, por exemplo, foram muito bem falsificadas, então fica registrado que preço barato não significa que está fazendo bom negócio”, alertou o delegado.