Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.716,00
    -2.354,48 (-2,06%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.395,94
    -928,98 (-2,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    79,43
    -4,06 (-4,86%)
     
  • OURO

    1.651,70
    -29,40 (-1,75%)
     
  • BTC-USD

    18.984,85
    +26,98 (+0,14%)
     
  • CMC Crypto 200

    434,61
    -9,92 (-2,23%)
     
  • S&P500

    3.693,23
    -64,76 (-1,72%)
     
  • DOW JONES

    29.590,41
    -486,27 (-1,62%)
     
  • FTSE

    7.018,60
    -140,92 (-1,97%)
     
  • HANG SENG

    17.933,27
    -214,68 (-1,18%)
     
  • NIKKEI

    27.153,83
    -159,30 (-0,58%)
     
  • NASDAQ

    11.388,00
    -177,50 (-1,53%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,0976
    +0,0649 (+1,29%)
     

Golpista se passa por ator sul-coreano e rouba mais de R$ 40 mil

Um criminoso está se passando pelo ator sul-coreano Park Bo-gum (Encontro) para aplicar golpes em criadores de conteúdo, influenciadores e fãs da cultura do país. De acordo com o Consulado-Geral da Coreia do Sul em São Paulo (SP), já seriam pelo menos sete vítimas confirmadas nos últimos dois meses, sendo que somente uma delas perdeu cerca de R$ 50 mil na fraude.

A fraude acontece pelas redes sociais, a partir de um perfil falso que se passa pelo intérprete e começa a falar com as fãs como se fosse Park. Os números de atingidos pode ser ainda maior, de acordo com o advogado do Consulado, Rafael Kang, já que o total divulgado seria apenas o de denúncias formais; segundo ele, o total pode chegar a centenas de pessoas entre aquelas que foram lesadas ou apenas passaram pelas tentativas de golpe.

No caso do principal deles, uma aposentada de Ribeirão Preto (SP) chegou a se endividar para realizar seis transferências, com valor aproximado de R$ 40 mil, enquanto acreditava estar falando com Park entre os meses de fevereiro e julho deste ano. O criminoso se passava pelo ator afirmando poder vir ao Brasil para a conhecer, mas que para isso, precisaria pagar uma multa contratual para sua agência; daí o pedido de dinheiro, que foi transferido para contas pertencentes a brasileiros.

<em>Mensagens publicadas pelo G1 mostram contato entre golpista e vítima, que teve direito a ameaças, sextorsão e prejuízo de mais de R$ 40 mil (Imagem: Reprodução/G1)</em>
Mensagens publicadas pelo G1 mostram contato entre golpista e vítima, que teve direito a ameaças, sextorsão e prejuízo de mais de R$ 40 mil (Imagem: Reprodução/G1)

Os valores, inclusive, teriam sido passados por falsos representantes da tal empresa, por e-mails que ajudaram a corroborar a fraude. Em entrevista ao G1, a vítima disse ter feito empréstimos para dar o valor ao suposto ator e que, agora, não tem o que comer. Fotos íntimas também foram solicitadas pelo golpista, que na sequência, começou a extorquir a vítima em busca de mais dinheiro.

Os casos geraram um alerta do Consulado da Coreia do Sul, que pediu às fãs de cultura, música e produções coreanas que não entrem em contato com tais perfis. A vinda de atores e intérpretes ao país não depende de abordagens desse tipo, enquanto um acordo entre o Brasil e o país asiático dispensa os cidadãos de taxas de imigração.

Por isso, a indicação é de ignorar contatos e evitar o engajamento com perfis falsos, não realizando a transferência de qualquer valor para contas bancárias indicadas por eles. Além disso, o Consulado pede que os fãs verifiquem se as contas que seguem efetivamente são oficiais, por meio do selo de verificação disponível em todas as redes sociais, e procure a autoridade policial em caso de tentativas de golpe ou extorsão.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: