Mercado fechado

Golpes usando coronavírus como isca estão aumentando

Foto: Getty Images

Golpistas surgiram quase imediatamente após o surto do coronavírus chegar Ocidente, usando do momento de pânico inicial para atingir consumidores com golpes de cruzeiros e promessas falsas, permitindo que eles "reservassem" seu lugar na fila de testes do coronavírus, desde que pagassem antecipadamente.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Daí para a frente os golpes continuaram - e evoluíram. Especialistas dizem que continuarão a evoluir para acompanhar as notícias e se aproveitar das preocupações das pessoas.

Leia também

A Transaction Network Services, uma empresa de dados de telecomunicações que fornece triagem e análise de chamadas para muitas grandes empresas de telefonia, incluindo a empresa-mãe do Yahoo Finanças, Verizon (VZ), sofreu um aumento nos golpes de chamada robótica e de texto.

"Existe uma fraude focada na área de Los Angeles, onde eles se apresentam como 3M, dizendo que é uma ligação de cortesia de um programa de segurança e, devido ao vírus, você recebe um kit médico gratuito, que está esgotado no mercado", disse Bill Versen, Diretor de produtos da TNS. "Eles realizaram cerca de 20.000 ligações, que conseguimos atender num dia só".

Esses golpistas querem os dados do seu cartão de crédito ou outras informações pessoais - é essencialmente um cenário de "pegar seu dinheiro e fugir".

Os golpes estão mudando constantemente

Outra empresa observou, através de seu monitoramento de chamadas, um novo golpe: "Limpe e desinfete toda a sua casa por apenas 70 dólares". Outro golpe envolve dar de brinde um iPhone 11 como uma ferramenta para ajudar todas as pessoas que estão trabalhando remotamente em casa no momento. Mais um: "Netflix Premium" gratuito.

"Eles tentam tornar a história o mais verossímil possível, para que você acredite", disse Versen.

O exemplo da Netflix surgiu na forma de uma mensagem programada, tentando convencer os consumidores a clicar em um link que poderia levar a um malware.

A empresa detecta os golpes enganando os golpistas, ao utilizar números que não possuem titulares e que "atendem" o telefone quando os golpistas ligam, mas também através dos portais de denúncias oferecidos pelas operadoras de telefonia móvel. Esses dados são verificados por aprendizagem automática e pela análise de dados, que podem detectar tendências, como o golpe de 20.000 ligações por dia, que atinge a área de Los Angeles.

Os golpistas estão se aproveitando cada vez mais da situação, disse Versen, observando que "surgem com picos drásticos de atuação".

"Está crescendo quase tão rápido quanto o coronavírus", disse ele.

Ethan Wolff-Mann

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.