Mercado fechará em 1 h 16 min
  • BOVESPA

    109.236,96
    +134,97 (+0,12%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.645,71
    -862,64 (-1,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    85,06
    -0,49 (-0,57%)
     
  • OURO

    1.833,90
    -8,70 (-0,47%)
     
  • BTC-USD

    38.437,85
    -4.717,61 (-10,93%)
     
  • CMC Crypto 200

    903,27
    +660,59 (+272,21%)
     
  • S&P500

    4.445,12
    -37,61 (-0,84%)
     
  • DOW JONES

    34.557,69
    -157,70 (-0,45%)
     
  • FTSE

    7.494,13
    -90,88 (-1,20%)
     
  • HANG SENG

    24.965,55
    +13,20 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    27.522,26
    -250,67 (-0,90%)
     
  • NASDAQ

    14.657,75
    -183,25 (-1,23%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1620
    +0,0319 (+0,52%)
     

Golpe dos nudes tem até delegacia fake para praticar nova forma de extorsão

·1 min de leitura

Um novo golpe envolve a troca de nudes em redes sociais. Usuários pensam estar em contato com uma jovem apaixonada e, depois de receber supostas imagens sensuais da moça, passam a ser ameaçados pelos falsos pais da dona das fotos. Tudo na ação é fictício.

Até que chegam as ameaças. Uma golpista se passa por mãe da jovem que teria enviado as imagens. Ela diz que encontrou as fotos no telefone da filha. “O que tu está pensando, seu pedófilo, seu doente?”, questiona ela com sotaque gaúcho. “Minha menina tem 13 anos. É só uma criança. Tu tá louco da cabeça?”, continua.

Em seguida, a chantagista diz que vai fazer uma denúncia na delegacia e registrar uma ocorrência contra o destinatário que recebeu as fotos — e que se torna vítima do golpe. "Vou mandar o delegado te prender. Seu doente, seu pedófilo. Sem vergonha. Onde já se viu fazer uma coisa dessa?”, ameaça.

Vítima de golpe é chamada de pedófilo e ameaçada com denúncia na delegacia (Imagem: Reprodução/Freepik/Wirestock)
Vítima de golpe é chamada de pedófilo e ameaçada com denúncia na delegacia (Imagem: Reprodução/Freepik/Wirestock)

Delegacia cenográfica

O próximo passo envolve mostrar a falsa mãe em uma delegacia cenográfica em que dois criminosos se passam por policiais. A quadrilha então convence a vítima de que a menor está traumatizada e precisando de atendimento psicológico. O usuário é induzido a enviar dinheiro para o tratamento dela.

Os golpistas atuavam principalmente em cidades do Rio Grande do Sul. Com o sucesso da farsa, eles passaram a utilizar apenas mensagens de áudio. Segundo a polícia, no entanto, os vídeos foram parar na internet e passaram a ser usados por outras quadrilhas no país.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos