Mercado fechado

Goleiro Jean quebra silêncio: 'Não sou esse monstro que fizeram de mim'

Jean durante treino do São Paulo (Marcello Zambrana/AGIF)

Preso em dezembro nos Estados Unidos sob a acusação de agredir a ex-mulher, o goleiro Jean falou sobre o assunto pela primeira vez nesta quinta (13), ao ser apresentado como o novo reforço do Atlético Goianiense, emprestado pelo São Paulo.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM
SIGA O YAHOO ESPORTES NO FLIPBOARD

No começo da coletiva, Jean afirmou que ainda não tinha se pronunciado sobre a caso por estar impossibilitado pela Justiça Americana.

Leia também:

“Peço desculpa pelo meu erro. Toda história tem dois lados, sim, mas nada justifica a agressão. Fiquei totalmente errado. Não estou dizendo que pela história ter dois lados eu estou certo em agredir. Foi uma reação que eu tive”, afirmou Jean. “Nunca tinha agredido ninguém. Quem me conhece há mais tempo sabe de toda a minha história e se surpreendeu com o que aconteceu. Mas tem coisas que eu só vou poder falar em breve".

Ele ainda aproveitou para pedir desculpas e dizer que o caso tomou uma repercussão ainda maior por ser pessoa pública.

"Peço desculpa a todas as mulheres. Não sou esse monstro que a imprensa fez de mim”, disse o goleiro. “Tenho que agradecer ao Atlético-GO e ao presidente por abrirem as portas. Não sou esse monstro, nunca tinha tocado em ninguém, foi uma situação de momento, por fatos que vou esclarecer depois, mas que não justificam".

Jean foi preso nos Estados Unidos após sua esposa Milena Benfica registrar boletim de ocorrência na madrugada de 18 de dezembro. Ele foi liberado após audiência e o processo foi arquivado já neste ano. 

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter