Mercado fechado
  • BOVESPA

    116.375,25
    -1.185,58 (-1,01%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.728,87
    -597,81 (-1,29%)
     
  • PETROLEO CRU

    93,20
    +4,75 (+5,37%)
     
  • OURO

    1.701,80
    -19,00 (-1,10%)
     
  • BTC-USD

    19.559,88
    -382,26 (-1,92%)
     
  • CMC Crypto 200

    445,50
    -9,53 (-2,09%)
     
  • S&P500

    3.639,66
    -104,86 (-2,80%)
     
  • DOW JONES

    29.296,79
    -630,15 (-2,11%)
     
  • FTSE

    6.991,09
    -6,18 (-0,09%)
     
  • HANG SENG

    17.740,05
    -272,10 (-1,51%)
     
  • NIKKEI

    27.116,11
    -195,19 (-0,71%)
     
  • NASDAQ

    11.096,25
    -445,50 (-3,86%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,0768
    -0,0367 (-0,72%)
     

Goldman Sachs corta projeção para PIB dos EUA em 2023

NOVA YORK(Reuters) - O Goldman Sachs cortou sua previsão para o Produto Interno Bruto dos Estados Unidos em 2023, ao projetar uma política mais agressiva de aperto do Federal Reserve no restante deste ano e avaliar que isso elevará a taxa de desemprego acima do projetado anteriormente.

O Goldman disse em nota divulgada na sexta-feira que agora vê um crescimento do PIB de 1,1% no próximo ano, abaixo da previsão anterior de crescimento de 1,5%.

A influente instituição financeira agora espera que o Federal Reserve eleve as taxas de juros em 75 pontos-base em sua reunião da próxima semana, acima dos 50 pontos-base anteriores e vê aumentos de 50 pontos-base em novembro e dezembro, com a taxa dos fundos federais chegando a 4-4,25% até o final do ano.

"Essa trajetória de taxas mais altas combinada ao recente aperto nas condições financeiras implica uma perspectiva um pouco pior para o crescimento e o emprego no próximo ano", escreveu o Goldman.

O banco vê a taxa de desemprego em 3,7% no final do ano, acima dos 3,6% estimados antes, e subindo para 4,1% no final de 2023, de 3,8% anteriormente.

(Reportagem de Alden Bentley)