Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,91 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,62 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,96
    -0,65 (-0,90%)
     
  • OURO

    1.753,90
    -2,80 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    47.661,81
    -753,06 (-1,56%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.193,48
    -32,05 (-2,62%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,44 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.282,75
    -226,75 (-1,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1994
    +0,0146 (+0,24%)
     

Golden Shell: app que promete pagamentos por curtidas em redes é confiável?

·4 minuto de leitura

Aplicativos e sites que prometem dinheiro fácil na internet são quase tão antigos quanto a própria web — e esquemas de “enriquecimento rápido” precedem a própria rede. Recentemente, ganharam destaque em sites como Facebook, TikTok e Kwai serviços como o Golden Shell que promete recompensar usuários pela realização de tarefas simples, como curtir e compartilhar páginas.

Enquanto muitas empresas prometem recompensas sem que a pessoa precise fazer qualquer investimento, todas estimulam que pessoas paguem para participar de grupos com mais rendimentos — e a indicação de amigos e familiares também garante recompensas mais vantajosas. No caso da Golden Shell, há cinco níveis VIP, com promessas de bônus que variam entre 15% a 450%, dependendo do nível em que a pessoa indicada se inscrever.

Imagem: Captura de Tela/Felipe Gugelmin/Canaltech
Imagem: Captura de Tela/Felipe Gugelmin/Canaltech

Em sua página no Facebook, a empresa se descreve como um “grupo de mídia internacional”, que trabalha com parceiros reconhecidos, celebridades e influenciadores — não identificados —, que tem como objetivo atingir metas de números e interações em redes sociais. Na prática, a companhia “vende tráfego” de internet, prometendo aos usuários participantes recompensas imediatas e a recuperação do investimento feito em somente um mês.

Acusações de golpe

Após passar um período enfrentando reclamações de usuários que reclamavam que não podiam sacar seus pagamentos, a Golden Shell deixou de responder questionamentos na última terça-feira (17). As páginas da empresa estão povoadas por comentários que a acusam de golpes financeiros, afirmando que o aplicativo oferecido continua fazendo suas atividades de gerar tráfego, mas não traz mais rendimento aos assinantes.

Imagem: Captura de Tela/Felipe Gugelmin/Canaltech
Imagem: Captura de Tela/Felipe Gugelmin/Canaltech

Em publicações, a companhia afirma não se tratar de um esquema de pirâmide por não obrigar os usuários a cooptar pessoas para ajudá-las a gerar engajamento. No entanto, mesmo relatos de quem conseguiu lucrar com a plataforma indicam a ocorrência do crime de estelionato: em vídeos sobre o assunto, usuários relatam que somente quem começou a investir no começo — a plataforma entrou em operação em janeiro deste ano — conseguiu algum retorno, em um momento no qual a empresa tentava provar sua credibilidade para atrair novos investidores.

Nas avaliações do Facebook, usuários lesados afirma que a Golden Shell operava exclusivamente através de grupos do WhatsApp, que foram apagados após as primeiras acusações de golpes. Os responsáveis também deixaram de usar o número de telefone para contato informado em suas redes sociais — e o suposto site oficial usado pela empresa leva somente a uma página de pesquisas.

Imagem: Captura de Tela/Felipe Gugelmin/Canaltech
Imagem: Captura de Tela/Felipe Gugelmin/Canaltech

Diante da falta de respostas da empresa, usuários lesados estão entrando em contato com plataformas como o Pagsmile e o Nubank através do Reclame Aqui para denunciar seus prejuízos. No entanto, essas empresas não são as responsáveis pelo app, somente pelo processamento dos pagamentos feitos por seus usuários.

Como não ser vítima de uma pirâmide

Embora pirâmides financeiras possam trazer lucros aos participantes, os riscos envolvidos ainda são altos — e a atividade é proibida no Brasil pela lei 1.521/51, que a considera um crime contra a economia popular. Veja algumas dicas do Nubank para identificar e evitar esquemas do tipo:

  • Promessas de recompensas altas por investimentos baixos: para atrair a atenção, esquemas de pirâmide e outros golpes financeiros prometem recompensas altas em troca de pouco esforço e investimentos baixos. Sempre desconfie quando de qualquer esquema que traga essa combinação;

  • Lucro em pouco tempo: se há uma promessa de recuperar investimentos em questão de pouco tempo, isso indica que o dinheiro está vindo do recrutamento de novas pessoas, não pela venda de produtos;

  • Ausência de produto genuíno: fique atento a empresas que prometem vender produtos pouco mensuráveis ou difíceis de avaliar, como a venda de engajamento ou produtos que prometem tecnologias difíceis de entender;

  • Estruturas de comissão confusa: pirâmides costumam ter sistemas de remuneração complexos, normalmente atrelados ao recrutamento de outras pessoas, atribuindo um aumento nas comissões a essa atividade, e não à venda de produtos;

“Em resumo: esquemas de pirâmide são propositalmente elusivos sobre informações como qual é a fonte de receita da empresa e como os participantes ganham dinheiro. Não é nunca recomendável entrar em um negócio sem saber dados básicos como esses”, explica o Nubank. Quem se vir vítima de um golpe do tipo deve fazer a denúncia ao Ministério Público Federal, Ministérios Públicos Estaduais ou às policias Civil e Federal.

O Canaltech entrou em contato com a Golden Shell através dos meios de comunicação oferecidos pela empresa, mas não recebeu um retorno até a publicação desta matéria. Atualizaremos o texto assim que obtivermos uma resposta oficial da companhia sobre as acusações.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos