Mercado fechará em 2 h 8 min
  • BOVESPA

    105.368,68
    +902,44 (+0,86%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.119,49
    +192,11 (+0,38%)
     
  • PETROLEO CRU

    67,92
    +1,42 (+2,14%)
     
  • OURO

    1.776,90
    +14,20 (+0,81%)
     
  • BTC-USD

    55.222,14
    -1.063,57 (-1,89%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.402,54
    -39,22 (-2,72%)
     
  • S&P500

    4.517,21
    -59,89 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    34.424,40
    -215,39 (-0,62%)
     
  • FTSE

    7.122,32
    -6,89 (-0,10%)
     
  • HANG SENG

    23.766,69
    -22,24 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    28.029,57
    +276,20 (+1,00%)
     
  • NASDAQ

    15.635,50
    -353,00 (-2,21%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4092
    +0,0290 (+0,45%)
     

Do gol no Mundial, punição por doping à saída conturbada: veja a passagem de Guerrero no Brasil

·3 min de leitura


Nesta terça-feira, o Internacional acertou a rescisão de Paolo Guerrero, que possuía vínculo com o Colorado até dezembro de 2021. O atacante, de 37 anos, está livre no mercado e ainda pode seguir atuando no Brasil. Guerrero jogou por três clubes brasileiros, são eles: Corinthians, Flamengo e Internacional. O LANCE! relembra a trajetória do peruano no futebol nacional.

A carreira de Paolo Guerrero no futebol brasileiro teve início no ano de 2012, no Corinthians. O peruano chegou ao clube paulista após atuar pelo futebol alemão, no Bayern de Munique e no Hamburgo. O atacante começou a jogar em julho, mas só conseguiu crescer de produção na reta final da temporada e conquistou a titularidade, antes do Mundial de Clubes.

No Mundial de Clubes, no Japão, Paolo Guerrero se tornou o herói do Corinthians na conquista do título. O atacante marcou gol na semifinal e na final da competição, se tornando, assim, ídolo do clube. Em 2014, o peruano se destacou e integrou a seleção do Brasileirão, como melhor atacante. Pelo Corinthians, Guerrero jogou 126 jogos e marcou 52 gols.

A saída de Guerrero do Corinthians se deu por um discordância no momento de renovação de seu contrato. O clube paulista passava por uma crise financeira e não estava disposto a pagar o valor pedido pelo ídolo. Em janeiro deste ano, o então presidente do clube, Roberto de Andrade, comentou sobre a questão da renovação do atacante.

- Nós tínhamos a questão da renovação do Guerrero. Ele fez o gol do Mundial, um dos maiores goleadores da década do Corinthians, e era uma pressão vinda de torcedores que nós tínhamos que renovar a qualquer custo. E naquele momento, era uma loucura o dinheiro exigido por ele pelo prazo do contrato que ele queria, não dava - explicou Roberto, em entrevista à CorinthiansTV.

GUERRERO RUBRO-NEGRO
Sem a renovação com o Corinthians, Paolo Guerrero acertou sua ida ao Flamengo. O atacante chegou com boas expectativas em uma nova era do clube carioca e teve um bom início. Seu auge com a camisa rubro-negra foi em 2017, quando comandou a equipe na campanha invicta do título do Campeonato Carioca.

Apesar do auge no Flamengo em 2017, Guerrero também viveu o maior drama de sua carreira. O peruano foi pego em exame antidoping após uma partida pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. O jogador recebeu a sentença de um ano fora dos gramados, porém, em maio de 2018, recorreu e conseguiu jogar alguns jogos pelo Flamengo e também a Copa do Mundo com a Seleção Peruana.

Com a incerteza sobre o futuro de Guerrero no futebol devido ao caso de doping, o Flamengo decidiu não renovar com o peruano e foi atrás de um novo centroavante. Sendo assim, Paolo Guerrero encerrou sua passagem no Flamengo em agosto de 2018, com 43 gols marcados em 115 jogos.

Paolo Guerrero - Flamengo
Paolo Guerrero - Flamengo

Paolo Guerrero na final do Carioca de 2017 (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

FASE COLORADA
Em agosto de 2018, Guerrero acertou sua ida para o Internacional. Porém, teve seu efeito suspensivo revogado e só estreou com a camisa colorada em abril do ano seguinte (2019), quando justamente teve seu melhor desempenho pelo clube, marcando gols e chegando a final da Copa do Brasil. No início de 2020, o atacante até teve um bom começo, mas foi travado devido uma lesão no joelho direito que o deixou fora dos gramados por sete meses.

Guerrero voltou a atuar pelo Internacional em março de 2021, mas jogou poucas partidas, pois, logo em seguida, voltou ao tratamento da lesão no joelho direito. Em outubro deste ano, o atacante encerrou sua passagem pelo clube, com 32 gols marcados em 72 jogos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos