Mercado fechará em 5 h 9 min

Gol não vai rever plano de frota após suspensão da produção do 737 Max

Cibelle Bouças

A fabricante da aeronave, a americana Boeing, anunciou que vai suspender, em janeiro, a produção dos aviões da linha A Gol informou em nota, nesta segunda-feira (16), que não vai rever seus planos de frota, mesmo após a Boeing ter anunciado que vai suspender, em janeiro, a produção dos aviões da linha 737 Max.

Atualmente, a Gol possui sete aviões 737 Max parados no Brasil e tem encomenda para receber mais 16 do mesmo modelo.

Essas encomendas já estavam previstas no planejamento da companhia para 2020. De acordo com a Gol, esses aviões se encontram montados no pátio da Boeing, em Seattle (EUA).

“A Gol reitera sua confiança na Boeing, parceira exclusiva desde o início da empresa em 2001, e reitera que o Max continua sendo o pilar da estrutura de custos e estratégia de internacionalização de sua malha”, afirmou a aérea em nota.