Mercado fechado
  • BOVESPA

    119.564,44
    +1.852,44 (+1,57%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.399,80
    +71,60 (+0,15%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,31
    -0,38 (-0,58%)
     
  • OURO

    1.786,60
    +10,60 (+0,60%)
     
  • BTC-USD

    56.889,05
    +2.285,52 (+4,19%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.457,24
    +51,93 (+3,70%)
     
  • S&P500

    4.167,59
    +2,93 (+0,07%)
     
  • DOW JONES

    34.230,34
    +97,31 (+0,29%)
     
  • FTSE

    7.039,30
    +116,13 (+1,68%)
     
  • HANG SENG

    28.417,98
    -139,16 (-0,49%)
     
  • NIKKEI

    28.812,63
    -241,37 (-0,83%)
     
  • NASDAQ

    13.483,50
    -52,50 (-0,39%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4260
    -0,1133 (-1,73%)
     

'Godzilla versus King Kong' lidera bilheteria novamente e passa de US$80 mi nos EUA

·1 minuto de leitura

LOS ANGELES (Reuters) - “Godzilla versus King Kong” permaneceu na liderança da bilheteria norte-americana no terceiro fim de semana desde o seu lançamento. O filme da Legendary e da Warner Bros acrescentou 7,7 milhões de dólares à conta, levando o total de arrecadação na América do Norte a 80,5 milhões.

Parece que o filme será o primeiro a passar de 100 milhões de dólares nos EUA e no Canadá desde o começo da pandemia. A venda de ingressos para vê-lo é especialmente notável, e não apenas porque cinemas ao redor do país têm operado com capacidade reduzida.

“Godzilla versus King Kong” está disponível a assistentes do HBO Max, o que significa que as pessoas que pagam pela plataforma de streaming podem assisti-lo em casa, sem custos adicionais. Todo o catálogo da Warner Bros em 2021 seguirá a mesma trajetória de lançamento.

Dado o mercado prejudicado pela pandemia, os novos lançamentos têm sido poucos distantes entre si, o que deu a “Godzilla versus King Kong” e outros títulos em cartaz um reinado absoluto nas bilheterias.

O thriller de ação “Anônimo”, com Bob Odenkirk, ficou em segundo lugar, com 2,5 milhões de dólares. O filme fez 19 milhões de dólares nos EUA e 34 milhões globalmente em quatro semanas. Pelo acordo entre Universal e várias redes de cinema, como AMC e Cinemark, o público já pode alugar “Anônimo” em plataformas sob demanda.

(Por Rebecca Rubin)