Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.113,93
    +413,26 (+0,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.726,98
    +212,88 (+0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,07
    -0,39 (-0,61%)
     
  • OURO

    1.777,30
    +10,50 (+0,59%)
     
  • BTC-USD

    62.231,64
    +52,95 (+0,09%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.398,97
    +7,26 (+0,52%)
     
  • S&P500

    4.185,47
    +15,05 (+0,36%)
     
  • DOW JONES

    34.200,67
    +164,68 (+0,48%)
     
  • FTSE

    7.019,53
    +36,03 (+0,52%)
     
  • HANG SENG

    28.969,71
    +176,57 (+0,61%)
     
  • NIKKEI

    29.683,37
    +40,68 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    14.024,00
    +10,00 (+0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6872
    -0,0339 (-0,50%)
     

Godard, aos 90 anos, afirma que dirá 'adeus' ao cinema após mais dois roteiros

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O cineasta francês Jean-Luc Godard afirmou estar, aos 90 anos, se aproximando da aposentadoria. "Estou terminando minha vida no cinema --sim, a vida de cineasta-- fazendo dois roteiros e, depois, direi adeus, cinema." A declaração do diretor de "Acossado" e um dos pilares da nouvelle vague francesa foi dada em uma entrevista ao Festival Internacional de Kerala, na Índia. Gravada em uma chamada de vídeo, a conversa dá sequência a uma série de aparições virtuais de Godard, que é avesso a entrevistas e eventos. Em abril de 2020, o diretor falou na página da Universidade de Arte e Design de Lausanne, na Suíça, com colegas sobre nouvelle vague e sua visão de que "o cinema é um antibiótico". Antes, no Festival de Cannes de 2018, Godard surpreendeu os jornalistas ao aparecer para dar um alô pelo celular, direto de casa, na entrevista coletiva sobre o filme "Imagem e Palavra".