Mercado fechará em 1 h 26 min
  • BOVESPA

    109.193,31
    +91,32 (+0,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.593,88
    -914,47 (-1,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,91
    -0,64 (-0,75%)
     
  • OURO

    1.833,10
    -9,50 (-0,52%)
     
  • BTC-USD

    38.527,79
    -4.704,63 (-10,88%)
     
  • CMC Crypto 200

    905,89
    +663,21 (+273,29%)
     
  • S&P500

    4.448,56
    -34,17 (-0,76%)
     
  • DOW JONES

    34.589,28
    -126,11 (-0,36%)
     
  • FTSE

    7.494,13
    -90,88 (-1,20%)
     
  • HANG SENG

    24.965,55
    +13,20 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    27.522,26
    -250,67 (-0,90%)
     
  • NASDAQ

    14.642,25
    -198,75 (-1,34%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1584
    +0,0283 (+0,46%)
     

GM perde liderança no mercado de carros dos EUA após 91 anos; veja quem assumiu

·2 min de leitura

A General Motors (GM) reinava absoluta, ano após ano, desde 1931, como a montadora campeã em vendas de carros nos Estados Unidos. O posto, no entanto, agora mudou de dono e pela primeira vez na história foi para as mãos de uma marca de fora da América.

A nova número 1 em vendas de carros nos EUA é a japonesa Toyota, que emplacou, entre janeiro e dezembro de 2021, 114.034 carros a mais do que a GM (2,3 milhões contra 2,2 milhões, aproximadamente). A Toyota cresceu 10,4% no período, enquanto a montadora caseira retraiu 12,9% em relação ao ano anterior.

Steve Carlisle, vice-presidente executivo e presidente da GM na América do Norte, enalteceu o esforço da marca na tentativa de se manter na liderança. E prometeu lutar para retomar o posto em 2022:

“Nossos revendedores e nossas equipes de engenharia, cadeia de suprimentos, manufatura e marca moveram montanhas para satisfazer o maior número possível de clientes em 2021, apesar dos estoques baixos causados ​​por problemas na cadeia de suprimentos de semicondutores durante o terceiro e quarto trimestres. Em 2022, planejamos tirar proveito da forte economia e antecipamos melhores suprimentos de semicondutores para aumentar nossas vendas e participação.”

Toyota minimiza 1º lugar; GM exalta SUVs

Fazer história não apenas por tirar a General Motors de uma posição quase centenária, mas também por ser a primeira fora da América a liderar em vendas nos EUA, não mudou o cotidiano da Toyota.

Presidente da Toyota posa ao lado dos futuros veículos elétricos da marca (Imagem: Noriak Mitshhashi/Agência N-Rak)
Presidente da Toyota posa ao lado dos futuros veículos elétricos da marca (Imagem: Noriak Mitshhashi/Agência N-Rak)

Em comunicado oficial, a japonesa preferiu exaltar os bons números do segmento de eletrificados, líder em vendas pelo 22º ano consecutivo e com aumento de 73,2% em 2021 no comparativo com 2020.

“A Toyota North America ​​se concentrou em oferecer uma experiência excepcional ao cliente, e continuamos otimistas à medida que nossa estratégia de eletrificação evolui ainda mais”, resumiu Jack Hollis, vice-presidente sênior do Grupo de Operações Automotivas.

Na GM, o posicionamento foi direcionado para o saldo positivo nos segmentos de SUVs e de picapes, que fecharam 2021 na liderança pela oitava e pela 21ª vez consecutiva, respectivamente.

Em comunicado, a estadunidense disse que "espera que o crescimento econômico dos EUA e a melhoria da disponibilidade de semicondutores ajudem a impulsionar as vendas totais da indústria leve de 15 milhões em 2021 para cerca de 16 milhões em 2022".

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos