Mercado fechado
  • BOVESPA

    123.576,56
    +1.060,82 (+0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.633,91
    +764,43 (+1,50%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,19
    -0,37 (-0,52%)
     
  • OURO

    1.812,70
    -1,40 (-0,08%)
     
  • BTC-USD

    38.430,19
    -840,86 (-2,14%)
     
  • CMC Crypto 200

    936,81
    -6,63 (-0,70%)
     
  • S&P500

    4.423,15
    +35,99 (+0,82%)
     
  • DOW JONES

    35.116,40
    +278,24 (+0,80%)
     
  • FTSE

    7.105,72
    +24,00 (+0,34%)
     
  • HANG SENG

    26.194,82
    -40,98 (-0,16%)
     
  • NIKKEI

    27.523,80
    -118,03 (-0,43%)
     
  • NASDAQ

    15.035,00
    -11,25 (-0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1727
    +0,0072 (+0,12%)
     

Globo diz que não foi consultada sobre criação de Liga do Brasileirão, mas que apoia: 'Vemos como positiva'

·2 minuto de leitura


Na última terça-feira, 19 dos 20 clubes que disputam a Série A do Brasileirão se uniram para anunciar a criação de uma liga, que terá como função organizar o Campeonato Brasileiro, atribuição atualmente da CBF. Com isso, o LANCE! procurou a Globo, detentora dos direitos de transmissão do torneio na TV aberta para saber o que a emissora achava do movimento.

+ Veja aqui a tabela do Brasileirão!

A Globo destacou que não foi consultada pelos clubes que assinaram o documento enviado à CBF, mas que via o projeto de forma positiva.

- Não conhecemos os detalhes da proposta da Liga entre os clubes. Mas vemos como positivas as iniciativas que promovam a união de propósitos entre os clubes, principais agentes do futebol nacional - disse, em nota oficial.

+Baixe o app LANCE RESULTADOS!

A emissora afirmou que a elaboração de uma associação vai muito além dos direitos de transmissão dos jogos e que ela faz parte do ecossistema, apoiando o futebol. Agora, os dirigentes das equipes envolvidas começam a estruturar o projeto e buscam estabelecer um diálogo com a CBF para avançar no processo.

- A atuação de uma associação vai além da questão dos direitos de transmissão. Envolve a organização, o desenvolvimento, o equilíbrio entre os clubes, para que o futebol seja o maior beneficiado. A Globo há anos faz parte desse ecossistema, apoiando e investindo nessa relação de paixão entre torcedores e clubes - concluiu a emissora.

Além da fundação da liga, os clubes também pedem mais poder e espaço nas decisões tomadas na CBF. Os clubes participam da Assembleia Geral Eleitoral, que se reúne para escolher o presidente e os vices. As 27 federações têm peso 3 (portanto, juntas são 81), enquanto os votos dos 20 clubes da Série A têm peso 2 (40) e os votos dos clubes da Série B têm peso 1 (que, somando, chega a 20). Ou seja, na prática as federações é que elegem o presidente. Há uma discussão para desconcentrar poder e aumentar a participação dos clubes.

O LANCE! procurou a Warnermedia, dona do canal TNT Sports, que também transmite jogos do Brasileirão de clubes com qual a empresa possui acordo comercial. Porém, até o fechamento desta reportagem, não obtivemos retorno. Caso ele aconteça, o posicionamento será adicionado posteriormente.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos