Mercado fechado
  • BOVESPA

    117.669,90
    -643,10 (-0,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.627,67
    -560,43 (-1,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    59,34
    +0,02 (+0,03%)
     
  • OURO

    1.744,10
    -0,70 (-0,04%)
     
  • BTC-USD

    59.881,98
    +24,97 (+0,04%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.235,89
    +8,35 (+0,68%)
     
  • S&P500

    4.128,80
    +31,63 (+0,77%)
     
  • DOW JONES

    33.800,60
    +297,00 (+0,89%)
     
  • FTSE

    6.915,75
    -26,47 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    28.698,80
    -309,30 (-1,07%)
     
  • NIKKEI

    29.768,06
    +59,06 (+0,20%)
     
  • NASDAQ

    13.811,00
    -18,50 (-0,13%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7625
    +0,1276 (+1,92%)
     

Gilmar Mendes acusa Ernesto Araújo de propagar fake news após postagem sobre Covid-19

Redação Notícias
·2 minuto de leitura
Gilmar Mendes rebateu Ernesto Araújo nas redes sociais
Gilmar Mendes rebateu Ernesto Araújo nas redes sociais

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, acusou o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, de propagação de fake news. O episódio aconteceu depois de uma postagem feita por Ernesto em seu Twitter na última quarta-feira.

Ele criticou uma matéria da CNN norte-americana comentando sobre a situação da Covid-19 no Brasil e destacando que o país viveu seu “dia mais mortal” com o vírus. Em postagem realizada em inglês, Ernesto garantiu que “a CNN entendeu tudo errado”.

Leia também:

Entre os argumentos para justificar seu posicionamento, o chanceler afirmou que “após uma decisão do Supremo Tribunal em abril de 2020, os governadores – e não o presidente – têm, na prática, a autoridade para estabelecer/administrar todas as medidas de distanciamento social”.

Poucas horas após a postagem, Gilmar Mendes também utilizou o Twitter para desmentir Ernesto. “FAKE NEWS! Aqui está o fato: o Supremo Tribunal do Brasil determinou que as administrações municipais, estaduais e nacional têm autoridade para adotar medidas de distanciamento social. Todos os níveis do governo são responsáveis pelo desastre que estamos vivendo”, escreveu.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Na manhã desta quinta, Ernesto Araújo voltou à rede social para uma tréplica. “Leia novamente, por favor. Eu disse ‘após uma decisão do Supremo Tribunal’, que significa ‘como consequência de’, não ‘como literalmente declarado em’. E eu disse ‘na prática’, indicando o efeito da medida na vira real. Na prática, governadores tomaram todas as decisões que quiseram e o Governo Federal paga a conta.”

Esta não foi a primeira vez que integrantes do governo afirmaram que o STF deu o poder das decisões relacionadas ao isolamento aos estados, tentando distanciar o presidente Jair Bolsonaro da situação calamitosa da Covid-19 no país.

Na última quarta-feira, o Brasil registrou 2.286 mortos, ultrapassando a marca de dois mil pela primeira vez em toda a pandemia e mantendo-se como o país com mais óbitos em 24 horas pelo segundo dia consecutivo.