Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,91 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,62 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,96
    -0,65 (-0,90%)
     
  • OURO

    1.753,90
    -2,80 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    47.666,16
    -813,03 (-1,68%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.193,48
    -32,05 (-2,62%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,44 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.282,75
    -226,75 (-1,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1994
    +0,0146 (+0,24%)
     

Gigante siderúrgica prevê queda no preço do minério de ferro

·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- Após registrarem o maior ganho semanal do ano, os contratos futuros de minério de ferro em Singapura recuaram diante da perspectiva cautelosa da maior siderúrgica mundial para o preço do produto.

A cotação dessa matéria-prima para fabricação de aço se recuperou na semana passada, com investidores apostando em retomada da demanda mais para o final do ano. No entanto, a Baoshan Iron & Steel, a divisão listada em bolsa da maior produtora chinesa, sinalizou a possibilidade de novas quedas. Paralelamente, a companhia informou que seu lucro líquido triplicou no primeiro trimestre.

Os preços do minério de ferro “entraram em tendência de queda” com a implementação das restrições da China à produção de aço, disse Zou Jixin, presidente do conselho da Baosteel, durante apresentação virtual na segunda-feira. A companhia vem seguindo a estratégia de manter estoques baixos de matérias-primas, acrescentou o executivo.

A movimentação da indústria siderúrgica da China para diminuir a produção este ano vem abalando os mercados de minério de ferro nos últimos meses. Em Singapura, os contratos futuros caíram quase um terço em relação ao recorde atingido em maio. Investidores estão avaliando um conjunto complexo de fatores que inclui a possibilidade de novos surtos de Covid-19 e a repressão das autoridades reguladoras ao setor imobiliário chinês.

O último sinal de pressão sobre a produção de aço veio da província de Guangxi, no sudoeste do país, que determinou que as siderúrgicas locais cortassem produção para reduzir o uso de energia, segundo informação da firma de pesquisas Mysteel. As paralisações podem resultar em cerca de 980.000 toneladas a menos de produção em setembro, de acordo com o estudo.

As ações de Baoshan subiram para a maior cotação desde 2018 nesta segunda-feira, após a companhia divulgar salto nos lucros graças à alta de preços no início do ano. No entanto, a expectativa é que os preços recuem durante o resto de 2021, acrescentou a empresa no comunicado que acompanha as demonstrações financeiras.

A australiana Fortescue Metals Group, quarta maior produtora mundial de minério de ferro, apresentou lucro recorde na segunda-feira por conta da elevação de preços do produto no começo do ano. Os estoques nos portos permanecem “estáveis em níveis baixos” e as exportações para a China e outros países estão robustas, afirmou a mineradora na apresentação de resultados.

More stories like this are available on bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos