Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,91 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,62 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,96
    -0,65 (-0,90%)
     
  • OURO

    1.753,90
    -2,80 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    47.611,87
    -681,16 (-1,41%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.193,48
    -32,05 (-2,62%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,44 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.282,75
    -226,75 (-1,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1994
    +0,0146 (+0,24%)
     

Gigante indiana contrata primeira mulher para mina subterrânea

·1 minuto de leitura
(Foto: Reprodução)
As mulheres na Índia estavam proibidas de atuar em minas subterrâneas até 2019 (Foto: Reprodução)

(Bloomberg) — Demorou quase 50 anos, mas a maior mineradora de carvão do mundo finalmente contratou sua primeira engenheira para trabalhar em uma mina subterrânea.

Leia também:

As mulheres na Índia estavam proibidas de atuar em minas subterrâneas até 2019, quando a lei foi alterada em uma tentativa de melhorar a participação feminina no mercado de trabalho.

Akanksha Kumari, do estado de Jharkhand, ingressou na empresa Coal India como engenheira de minas na mina subterrânea de Churi, segundo informação postada pela subsidiária Central Coalfields no Twitter.

Socialmente conservadora, a Índia tem uma das menores taxas de participação de mulheres no mercado de trabalho no planeta. Sem apoio para trabalhar fora de casa e direcionadas a funções mais tradicionais, as mulheres respondem por menos de um quarto da força de trabalho do país. Na Coal India, elas representam 7,5% dos colaboradores.

 

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos