Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,99 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,15
    -10,24 (-13,06%)
     
  • OURO

    1.785,50
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    54.507,71
    -4.039,11 (-6,90%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.365,60
    -89,82 (-6,17%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,04 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.080,52
    -659,64 (-2,67%)
     
  • NIKKEI

    28.751,62
    -747,66 (-2,53%)
     
  • NASDAQ

    16.051,00
    -315,00 (-1,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3485
    +0,1103 (+1,77%)
     

Gesto que viralizou no TikTok salva adolescente de sequestro

·2 min de leitura

As informações correntes virais — as famosas “trends” — de redes sociais às vezes podem salvar a vida de pessoas e mais um exemplo desse efeito aconteceu recentemente nos Estados Unidos. Uma adolescente de 16 anos, dada como desaparecida pelos próprios pais na terça-feira (2), foi encontrada dias depois graças ao uso de um gesto que representa “violência doméstica” difundido no TikTok.

Na quinta-feira (4), um motorista se atentou a passagem de um carro por uma rodovia interestadual com uma menina no banco de trás que gesticulava com as mãos o pedido de socorro. O sinal começa com a palma da mão voltada para fora, aberta e com polegar ao centro, depois se fecha o punho, para prender o polegar.

“O motorista estava atrás do veículo e notou uma passageira fazendo gestos com as mãos conhecidos na rede social TikTok por representar violência doméstica — ‘eu preciso de ajuda; violência doméstica’”, explicou um comunicado divulgado pela polícia local.

Identificado o pedido, a testemunha chamou a polícia e seguiu por 11 quilômetros o veículo que levava a menina enquanto transmitia informações. Em dado momento, as autoridades alcançaram o carro, resgataram a jovem e prenderam o suspeito.

Gesto foi criado por associação canadense

O gesto do punho com o polegar para dentro foi criado pela Fundação de Mulheres Canadenses. O objetivo do sinal é servir como uma forma de pedir socorro de forma silenciosa e sem deixar rastros.

No Brasil, um dos sinais conhecidos para denunciar violência doméstica é a marcação de um “X” na palma da mão. Este método, porém, requer um pouco mais de discrição, já que demanda que a vítima tenha em mãos um batom e tempo para fazer o desenho.

A criação de gestos silenciosos para denunciar violência doméstica surgiu de uma tendência crescente nesse tipo de crime durante a pandemia de covid-19. As agressões contra as mulheres cresceram significativamente no isolamento social, em que as vítimas tendem a conviver exclusivamente com o companheiro sem contato com amigos e familiares.

Divulgação é a principal arma para o gesto

Sem o TikTok e as redes sociais, gestos como este teriam muito mais dificuldade em alcançar as pessoas e as potenciais vítimas. Como uma forma de mitigar esses crimes, é importante tanto divulgar o gesto quanto se manter atento aos sinais mais discretos de pessoas que sofrem com violência doméstica.

Para denunciar a violência doméstica no Brasil, basta ligar 180. A ligação é gratuita e pode ser feita a qualquer hora do dia, a partir de qualquer aparelho de telefone. Há ainda um site do Governo Federal com mais informações sobre o combate à violência doméstica.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos