Mercado abrirá em 8 h 58 min
  • BOVESPA

    110.611,58
    -4.590,65 (-3,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.075,41
    +732,87 (+1,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,55
    +0,50 (+0,77%)
     
  • OURO

    1.686,30
    +8,30 (+0,49%)
     
  • BTC-USD

    53.812,16
    +3.034,77 (+5,98%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.087,02
    +62,82 (+6,13%)
     
  • S&P500

    3.821,35
    -20,59 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    31.802,44
    +306,14 (+0,97%)
     
  • FTSE

    6.719,13
    +88,61 (+1,34%)
     
  • HANG SENG

    28.936,11
    +395,28 (+1,38%)
     
  • NIKKEI

    29.031,26
    +288,01 (+1,00%)
     
  • NASDAQ

    12.449,00
    +151,75 (+1,23%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,9724
    +0,0126 (+0,18%)
     

Gerson, do Flamengo, e Ramírez, do Bahia, são intimados a depor no STJD

LANCE!
·1 minuto de leitura

Com inquérito aberto para apurar a denúncia de injúria racial sofrida por Gerson, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) intimou o meia do Flamengo a prestar depoimento em sua sede, no Centro do Rio de Janeiro, assim como o meia Ramírez, do Bahia, quem teria ofendido o atleta rubro-negro em partida do Campeonato Brasileiro, disputada em 20 de dezembro.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

A informação foi publicada pelo "Globoesporte" e confirmada pelo LANCE!.

Os dois são aguardados no STJD no dia 3 de fevereiro. Gerson irá depor na parte da manhã, assim como o zagueiro Natan e o atacante Bruno Henrique, ambos companheiros de Flamengo, que foram convocados como testemunhas. O meia Ramírez, do Bahia, é aguardado na parte da tarde.

Leia também:

Flamengo e Bahia se enfrentaram, no Maracanã, em 20 de dezembro. Durante a segunda etapa, Gerson relata que Ramírez teria tido "cala boca, negro" durante uma discussão em campo. O atleta do Flamengo prestou depoimento, assim como outros envolvidos, e o caso está sendo investigado pela Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância, no Centro do Rio de Janeiro.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos