Mercado fechará em 39 mins
  • BOVESPA

    110.698,99
    -210,62 (-0,19%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.710,04
    +535,98 (+1,07%)
     
  • PETROLEO CRU

    80,29
    +2,09 (+2,67%)
     
  • OURO

    1.765,50
    +1,80 (+0,10%)
     
  • BTC-USD

    16.789,44
    +406,01 (+2,48%)
     
  • CMC Crypto 200

    398,54
    -2,16 (-0,54%)
     
  • S&P500

    3.951,33
    -6,30 (-0,16%)
     
  • DOW JONES

    33.708,61
    -143,92 (-0,43%)
     
  • FTSE

    7.573,05
    +61,05 (+0,81%)
     
  • HANG SENG

    18.597,23
    +392,55 (+2,16%)
     
  • NIKKEI

    27.968,99
    -58,85 (-0,21%)
     
  • NASDAQ

    11.558,75
    +34,00 (+0,30%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4003
    -0,0563 (-1,03%)
     

Gerenciador de Tarefas do Windows 11 terá ferramenta de busca própria

O Gerenciador de Tarefas do Windows 11 vai finalmente ter uma barra de pesquisa própria. Nunca antes implementada no programa nativo, a ferramenta ajudará a encontrar processos, serviços e outras informações na (quase infinita) lista de dados.

A funcionalidade foi flagrada numa versão prévia do sistema operacional, porém, ainda não totalmente funcional. Segundo o site Windows Latest, o recurso só apresenta resultados de busca se o usuário preencher o campo com o exato nome ou código do processo.

Finalmente, o Gerenciador de Tarefas do Windows tem uma função de busca própria (Imagem: Reprodução/Windows Latest)
Finalmente, o Gerenciador de Tarefas do Windows tem uma função de busca própria (Imagem: Reprodução/Windows Latest)

Até então, para encontrar um processo ou serviço no Gerenciador de Tarefas de forma rápida, o usuário pode apertar a letra inicial do item — seleção rápida que existe em praticamente todas as seções do Windows. Contudo, esse método não é tão útil em listas grandes, tornando a navegação complicada, especialmente se não se sabe qual a inicial do elemento.

Barra de pesquisa no Gerenciador de Tarefas

Com a ferramenta de busca, esse processo seria mais simples: bastaria inserir o nome do processo (ou parte dele) no campo para encontrar resultados compatíveis com o termo. Assim, o usuário não precisa vasculhar a extensa lista de processos para terminar um programa específico, tampouco conhecer as iniciais de cada item.

A busca do Gerenciador de Tarefas ainda não funciona direito (Imagem: Reprodução/Windows Latest)
A busca do Gerenciador de Tarefas ainda não funciona direito (Imagem: Reprodução/Windows Latest)

Não faz muito tempo que o Gerenciador de Tarefas recebeu um grande retrabalho visual no Windows 11. A atualização 22H2 liberada no fim de setembro deu ao programa nativo uma nova interface — essa mais coerente com o design do novo sistema —, mas sem impactar na usabilidade ou na familiaridade do programa.

A partir do novo Gerenciador de Tarefas, usuários ainda conseguem conferir processos e serviços, encerrar programas manualmente, conferir gráficos de performance do processador e da placa de vídeo, determinar apps que devem ser iniciados junto com o sistema e visualizar outros detalhes.

Em desenvolvimento

A barra de pesquisa do Gerenciador de Tarefas não tem data para chegar, mas não deve demorar para que testadores possam enfim experimentá-la. É possível que a atualização da semana que vem já introduza a ferramenta no ciclo de testes.

Contudo, para o público geral, não há nenhuma previsão. Ao menos, a Microsoft não deve esperar pela próxima grande atualização para liberá-lo para todo mundo, já que o novo fluxo de updates baseado em “Moments” permitirá introduzir novidades de forma mais recorrente.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: