Mercado abrirá em 6 h 5 min

Geração de caixa operacional da Oi segue negativa em setembro e outubro

Luana Pavani

A Oi, que está em recuperação judicial, informou que a geração de caixa operacional líquida foi negativa em R$ 30 milhões no mês de setembro e de R$ 456 milhões em outubro. Em ambos os meses, a saída de caixa com investimentos contribuiu para o saldo negativo.

Em setembro os investimentos somaram R$ 592 milhões, abaixo dos R$ 656 milhões em agosto. Os recebimentos cresceram R$ 42 milhões ante agosto, para R$ 2,033 bilhões.

Já a rubrica pagamentos foi R$ 106 milhões menor no mês, para R$ 1,471 bilhão. O saldo final do caixa financeiro das recuperandas ficou positivo em R$ 3,060 bilhões, queda de 0,7% em relação ao mês anterior.

Em outubro, os investimentos atingiram R$ 881 milhões.

"A Administração ressaltou que o resultado do mês está dentro do plano estratégico de aceleração dos investimentos da Companhia, principalmente em fibra ótica e de ampliação da rede móvel", diz o relatório executivo.

Os recebimentos foram a R$ 2,119 bilhões e os pagamentos, R$ 1,694 bilhão, de modo que o saldo caiu para R$ 2,612 bilhões. Essa retração foi justificada pelo plano estratégico de aceleração dos investimentos em Fibra Ótica (FTTH) e Banda Larga Móvel 4G e 4,5G.