Mercado abrirá em 3 h 56 min

General Shopping reduz prejuízo para R$ 54 milhões

Raquel Brandão

A queda de 12% nas perdas deve-se principalmente a um resultado positivo nos impostos de renda e contribuição social A General Shopping diminuiu em 12% seu prejuízo líquido no terceiro trimestre de 2019 quando comparado ao mesmo período do ano anterior, para R$ 54 milhões. A melhora deve-se principalmente a um resultado positivo nos impostos de renda e contribuição social.

O valor do imposto de renda e da contribuição social apurado no período foi de R$ 838 mil positivo, enquanto no terceiro trimestre de 2018 o valor foi negativo em R$ 6,6 milhões.

As outras receitas e despesas operacionais, representadas principalmente por recuperações de custos e despesas pagas pela companhia de responsabilidade dos condomínios e outras recuperações em geral, deram certo alívio ao resultado da empresa. Elas representaram um ganho de R$ 25,5 milhões, sendo que no terceiro trimestre de 2018 a General Shopping havia registrado resultado negativo de R$ 200 mil.

O resultado operacional da empresa teve queda expressiva. A receita líquida caiu 39%, para R$ 31,4 milhões, e a receita bruta, 38%, para R$ 36,1 milhões. A receita bruta caiu em especial pela queda de 63% na receita bruta com aluguéis, que ficaram em R$ 13,2 milhões.

A empresa destacou que o recuo da receita de aluguéis explica-se pela queda na área bruta locável própria no terceiro trimestre de 2019.

Considerando o desempenho em mesmas áreas, o aluguel apresentou crescimento de 9%, no terceiro trimestre quando comparado com o mesmo período do ano anterior e as vendas de 7,6%. A taxa de ocupação apresentou um crescimento no trimestre, atingindo 95,4% no terceiro trimestre contra 94,1% no mesmo período de 2018.

Houve, porém, aumento de R$ 1,8 milhão nos custos de ocupação do terceiro trimestre de 2018 para o de 2019, para R$ 5,7 milhões.