Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.487,88
    +1.482,66 (+1,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.518,30
    +228,39 (+0,45%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,35
    +0,46 (+0,42%)
     
  • OURO

    1.845,10
    +3,90 (+0,21%)
     
  • BTC-USD

    29.489,33
    +534,05 (+1,84%)
     
  • CMC Crypto 200

    650,34
    -23,03 (-3,42%)
     
  • S&P500

    3.901,36
    +0,57 (+0,01%)
     
  • DOW JONES

    31.261,90
    +8,77 (+0,03%)
     
  • FTSE

    7.389,98
    +87,24 (+1,19%)
     
  • HANG SENG

    20.717,24
    +596,56 (+2,96%)
     
  • NIKKEI

    26.739,03
    +336,19 (+1,27%)
     
  • NASDAQ

    11.838,00
    -40,25 (-0,34%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1528
    -0,0660 (-1,26%)
     

General Motors revela plano para bater a Tesla no mercado de carros elétricos

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A General Motors tem uma meta ousada para os próximos anos: ultrapassar a Tesla como a maior fabricante de carros elétricos no mundo. Segundo a nova CEO da gigante automotiva, Mary Barra, isso é perfeitamente possível e já há uma estratégia em andamento para que isso aconteça.

Em entrevista ao Yahoo Finance, a executiva revelou que os planos da GM para o mercado de carros elétricos não engloba apenas modelos premium, algo que deve dar mais capilaridade e volume nas vendas. Prova disso é o novo acordo com a Honda, que vai gerar vários modelos elétricos populares.

No momento, a fabricante vende cinco carros elétricos: Chevrolet Bolt EV, por US$ 35 mil; Chevrolet Bolt EUV, por R$ 38 mil; Chevrolet Silverado EV, por US$ 40 mil; Cadillac Lyriq, por US$ 59 mil e Hummer EV, por US$ 80 mil. O Tesla mais barato à venda é o Model 3, que parte de US$ 47 mil.

O Bolt é um dos pioneiros no mercado de carros elétricos (Imagem: Divulgação/General Motors)
O Bolt é um dos pioneiros no mercado de carros elétricos (Imagem: Divulgação/General Motors)

A promessa de Mary Barra é que, com a parceria com a Honda, os carros elétricos custem abaixo dos US$ 30 mil até 2027, o que é considerado acessível nos Estados Unidos. Segundo a executiva, os clientes serão muito ouvidos e terão participação importante nesse processo de transformação da montadora.

Em 2021, a GM teve participação de 7,6% no mercado global de carros elétricos, bem abaixo da Tesla, a líder, com 14%. Esses números também podem ser explicados pelo longo tempo sem produção do Chevy Bolt, que passou por recall devido a problemas na bateria.

No Brasil, a empresa já confirmou a volta do Chevrolet Bolt para o segundo semestre. Além disso, a nova geração do Equinox, que será elétrica, também será vendida por aqui.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos