Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.399,91
    +2.506,91 (+2,30%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    42.895,63
    +1.116,73 (+2,67%)
     
  • PETROLEO CRU

    44,11
    -0,44 (-0,99%)
     
  • OURO

    1.817,00
    -1,90 (-0,10%)
     
  • BTC-USD

    18.574,92
    -107,91 (-0,58%)
     
  • CMC Crypto 200

    371,42
    -8,44 (-2,22%)
     
  • S&P500

    3.662,45
    +40,82 (+1,13%)
     
  • DOW JONES

    29.823,92
    +185,32 (+0,63%)
     
  • FTSE

    6.384,73
    +118,54 (+1,89%)
     
  • HANG SENG

    26.567,68
    +226,18 (+0,86%)
     
  • NIKKEI

    26.787,54
    0,00 (0,00%)
     
  • NASDAQ

    12.446,75
    -5,50 (-0,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3053
    -0,0017 (-0,03%)
     

GeForce Now chega ao iOS funcionando a partir do navegador

Felipe Demartini
·2 minuto de leitura

A Nvidia lançou nesta quinta-feira (19) a versão iOS do GeForce Now, seu sistema de streaming de jogos por meio da nuvem. Diante das regras rígidas da Apple quanto a publicação de apps dessa categoria no ecossistema do iPhone e iPad, a empresa adotou uma prática diferente, dando acesso à plataforma por meio do navegador Safari, instalado por padrão em todos os dispositivos da marca.

O sistema chega aos dispositivos em estado Beta, com a empresa já informando que alguns problemas podem acontecer. Além disso, é claro, o sistema funciona apenas nos países em que o GeForce Now está disponível, o que não inclui o Brasil, território no qual a plataforma não tem data de lançamento marcada, mas que a Nvidia promete estar em seu foco. A companhia, em fevereiro, quando falou sobre o assunto pela última vez, disse estar buscando parcerias com empresas de telecomunicação, mas não deu mais novidades desde então.

Seja como for, uma vez que esse lançamento aconteça, será possível utilizar o GeForce Now nos celulares e tablets da Apple, onde o sistema tem suporte a joysticks Bluetooth e, também, teclado e mouse. Um tier gratuito inicial permite a degustação de games e testes de conexão por até uma hora, enquanto assinaturas a partir de US$ 4,99 (cerca de R$ 26) permitem o acesso a mais recursos, como prioridade no acesso aos títulos e melhorias gráficas como o ray tracing, por exemplo.

Ao anunciar o lançamento, a Nvidia também deixou claro que o lançamento não burla as normas da Apple. Oficialmente, as regras da App Store permitem aplicativos de streaming de jogos desde que os títulos sejam listados individualmente na loja, para fins de cobrança e classificação indicativa. A Maçã, por outro lado, permite o funcionamento de tais plataformas por meio do navegador, em uma alternativa que também foi usada pela Amazon no acesso antecipado ao Luna, seu próprio sistema de jogos na nuvem.

Ao anunciar a novidade, a Nvidia também anunciou uma integração entre o GeForce Now e o Chrome, de forma que as versões do navegador em diferentes plataformas possam ser utilizadas para acesso aos jogos a partir do primeiro trimestre de 2021. De acordo com a fabricante de placas de vídeo, essa já é a alternativa utilizada por cerca de 10% da base de cinco milhões de usuários, com a ampliação da compatibilidade levando esse total ainda mais adiante. Além disso, o update liberado nesta quinta também traz melhorias de qualidade de vida e prepara a integração da plataforma com a loja de jogos GOG.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: