Mercado abrirá em 1 h 13 min
  • BOVESPA

    110.235,76
    +1.584,71 (+1,46%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.808,21
    +566,41 (+1,20%)
     
  • PETROLEO CRU

    92,56
    +0,63 (+0,69%)
     
  • OURO

    1.809,50
    -4,20 (-0,23%)
     
  • BTC-USD

    24.560,19
    +1.453,00 (+6,29%)
     
  • CMC Crypto 200

    578,28
    +47,06 (+8,86%)
     
  • S&P500

    4.210,24
    +87,77 (+2,13%)
     
  • DOW JONES

    33.309,51
    +535,11 (+1,63%)
     
  • FTSE

    7.480,12
    -26,99 (-0,36%)
     
  • HANG SENG

    20.082,43
    +471,59 (+2,40%)
     
  • NIKKEI

    27.819,33
    -180,63 (-0,65%)
     
  • NASDAQ

    13.432,50
    +40,50 (+0,30%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2618
    +0,0154 (+0,29%)
     

Gastos do consumidor nos EUA superam expectativas em junho; inflação acelera

Consumidores fazem compras em supermercado na cidade de Nova York, EUA

WASHINGTON (Reuters) - Os gastos do consumidor nos Estados Unidos aumentaram mais do que o esperado em junho, quando os norte-americanos pagaram mais por bens e serviços, com a inflação mensal registrando o maior salto desde 2005.

Os gastos do consumidor, que respondem por mais de dois terços da atividade econômica dos EUA, subiram 1,1% no mês passado, informou o Departamento de Comércio nesta sexta-feira. Os dados de maio foram revisados para cima para mostrar que os gastos cresceram 0,3%, em vez de 0,2% relatado anteriormente.

Economistas consultados pela Reuters previam que os gastos do consumidor subiriam 0,9%.

A inflação, por sua vez, esquentou em junho. O índice de preços de despesas de consumo pessoal (PCE, na sigla em inglês) saltou 1,0% no mês passado. Esse foi o maior salto desde setembro de 2005 e se seguiu a ganho de 0,6% em maio. Nos 12 meses até junho, o PCE avançou 6,8%, maior alta nessa base de comparação desde janeiro de 1982. O índice PCE havia subido 6,3% em maio sobre um ano antes.

Excluindo os componentes voláteis de alimentos e energia, o índice PCE subiu 0,6% em junho, após alta de 0,3% em maio. O núcleo do PCE aumentou 4,8% em relação ao mesmo período do ano anterior, após alta de 4,7% em maio.

(Por Lucia Mutikani)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos