Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.177,55
    -92,52 (-0,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    55.164,01
    +292,65 (+0,53%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,10
    +0,95 (+1,19%)
     
  • OURO

    1.929,70
    -12,90 (-0,66%)
     
  • BTC-USD

    23.091,14
    -400,74 (-1,71%)
     
  • CMC Crypto 200

    523,89
    -3,30 (-0,63%)
     
  • S&P500

    4.060,43
    +44,21 (+1,10%)
     
  • DOW JONES

    33.949,41
    +205,57 (+0,61%)
     
  • FTSE

    7.761,11
    +16,24 (+0,21%)
     
  • HANG SENG

    22.566,78
    +522,13 (+2,37%)
     
  • NIKKEI

    27.362,75
    -32,26 (-0,12%)
     
  • NASDAQ

    12.060,50
    +187,25 (+1,58%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5209
    -0,0179 (-0,32%)
     

Gastos com construção nos EUA se recuperam em novembro

Trabalhador anda em telhado de casa em construção em Carlsbad, EUA

WASHINGTON(Reuters) - Os gastos com construção nos Estados Unidos se recuperaram inesperadamente em novembro, impulsionados por ganhos em estruturas não residenciais, mas a construção de residências unifamiliares seguiu prejudicada por taxas de hipoteca mais altas.

O Departamento de Comércio informou nesta terça-feira que os gastos com construção subiram 0,2% em novembro, após cair 0,2% em outubro.

Economistas consultados pela Reuters previam que os gastos com construção cairiam 0,4%. Os gastos com construção aumentaram 8,5% na comparação anual em novembro.

Os gastos com projetos de construção privados avançaram 0,3%, após queda de 0,7% em outubro.

O investimento em estruturas privadas não residenciais, como perfuração de poços de gás e petróleo, saltou 1,7% no período. Mas os gastos com construção residencial caíram 0,5%, com os gastos com projetos habitacionais unifamiliares caindo 2,9%. Os gastos com habitações multifamiliares aumentaram 2,4%.

A batalha do Federal Reserve para domar a inflação com o ciclo de aumento mais rápido da taxa de juros desde a década de 1980 está estrangulando o mercado imobiliário dos EUA, baqueando a construção e venda de imóveis.

A taxa média de hipoteca fixa de 30 anos, que ultrapassou 7% em outubro pela primeira vez desde 2002, retomou sua tendência de alta depois de ter recuado brevemente no final de 2022, mostraram dados da agência de financiamento hipotecário Freddie Mac.

A taxa média foi de 6,42% na semana passada, ante 6,27% na semana anterior. A média foi de 3,11% durante o mesmo período de 2021.

(Por Lucia Mutikani)