Mercado abrirá em 52 mins
  • BOVESPA

    126.285,59
    +1.673,56 (+1,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.344,11
    +433,58 (+0,85%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,82
    +0,43 (+0,59%)
     
  • OURO

    1.829,80
    +25,20 (+1,40%)
     
  • BTC-USD

    39.566,61
    -1.018,70 (-2,51%)
     
  • CMC Crypto 200

    928,70
    -1,22 (-0,13%)
     
  • S&P500

    4.400,64
    -0,82 (-0,02%)
     
  • DOW JONES

    34.930,93
    -127,59 (-0,36%)
     
  • FTSE

    7.083,28
    +66,65 (+0,95%)
     
  • HANG SENG

    26.315,32
    +841,44 (+3,30%)
     
  • NIKKEI

    27.782,42
    +200,76 (+0,73%)
     
  • NASDAQ

    14.994,00
    -17,50 (-0,12%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0388
    -0,0197 (-0,33%)
     

Gastos com construção nos EUA caem inesperadamente em maio

·1 minuto de leitura
Construção residencial na Califórnia, EUA

WASHINGTON (Reuters) - Os gastos com construção nos Estados Unidos caíram inesperadamente em maio, uma vez que os ganhos na construção de moradias privadas foram compensados por uma queda persistente nas despesas com estruturas não residenciais e projetos públicos.

O Departamento de Comércio informou nesta quinta-feira que os gastos com construção caíram 0,3% em maio, após subirem 0,1% em abril.

Economistas consultados pela Reuters previam aumento de 0,4%. Os gastos com construção, que representam cerca de 3,6% do Produto Interno Bruto (PIB) norte-americano, subiram 7,5% em maio em relação ao mesmo período do ano anterior.

Os gastos com projetos de construção privados caíram 0,3%, pressionados por uma queda de 1,1% na construção privada não residencial, como gás e perfuração de poços de petróleo. O investimento empresarial em estruturas não residenciais diminuiu pelo sexto trimestre consecutivo. As despesas com construção privada aumentaram 0,3% em abril.

O investimento em projetos residenciais cresceu 0,2%, devido a um aumento de 0,8% na construção de moradias para uma única família.

A demanda por moradias permanece robusta, mas materiais de construção caros, especialmente a madeira, estão restringindo a capacidade das construtoras de aumentar as construções.

Gastos com empreendimentos residenciais avançaram 0,7% em abril.

Gastos com obras públicas caíram 0,2% em maio, após queda de 0,6% em abril.

(Por Lucia Mutikani)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos