Mercado abrirá em 2 h 45 min
  • BOVESPA

    121.241,63
    +892,84 (+0,74%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.458,02
    +565,74 (+1,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,48
    +0,12 (+0,23%)
     
  • OURO

    1.843,20
    +13,30 (+0,73%)
     
  • BTC-USD

    37.272,68
    +830,94 (+2,28%)
     
  • CMC Crypto 200

    734,81
    -0,33 (-0,05%)
     
  • S&P500

    3.768,25
    -27,29 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    30.814,26
    -177,24 (-0,57%)
     
  • FTSE

    6.732,82
    +12,17 (+0,18%)
     
  • HANG SENG

    29.642,28
    +779,51 (+2,70%)
     
  • NIKKEI

    28.633,46
    +391,25 (+1,39%)
     
  • NASDAQ

    12.917,50
    +115,25 (+0,90%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4102
    +0,0149 (+0,23%)
     

Gasto com pandemia neutralizará economia com reforma da Previdência, projeta governo

Colaboradores Yahoo Finanças
·1 minuto de leitura
Foto: SERGIO LIMA/AFP via Getty Images
Foto: SERGIO LIMA/AFP via Getty Images

As despesas com o novo coronavírus correspondem ao valor estimado para toda a economia com a reforma da Previdência até 2030, segundo projeções do governo federal.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

O secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, informou que estima-se em R$ 615 bilhões o impacto da pandemia nas contas públicas neste ano em razão da perda de arrecadação e dos gastos extraordinários para combater os efeitos da crise.

Leia também:

O aumento do pagamento dos juros da dívida pública ainda deve gerar despesas adicionais com juros de R$ 261 bi nos próximos dez anos, conforme cálculos da Secretaria do Tesouro Nacional. A maior parte (R$ 143,3 bilhões) refere-se ao pagamento do auxílio emergencial, cujo valor total estimado para 2020 é de R$ 322 bilhões.

Somado o impacto nas contas públicas previsto para este ano (R$ 615 bi) com a previsão de aumento das despesas com juros (R$ 261,6 bi em dez anos), o efeito da pandemia na dívida pública nesse período é de R$ 876 bilhões, valor próximo ao da última estimativa do governo para a economia pela reforma da Previdência Social até a próxima década (R$ 855 bilhões).

“O custo intergeracional, ao longo do tempo, calculamos em R$ 261 bilhões — custo do endividamento trazido pelas medidas da Covid ao longo dos próximos dez anos — ou 0,4% do PIB. A gente tem que se preocupar com o hoje e com o amanhã”, declarou Waldery Rodrigues. As informações são do portal G1.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube