Mercado abrirá em 52 mins
  • BOVESPA

    108.013,47
    +1.345,81 (+1,26%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.823,23
    -408,97 (-0,77%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,72
    -0,24 (-0,28%)
     
  • OURO

    1.837,90
    -5,30 (-0,29%)
     
  • BTC-USD

    42.176,29
    +394,23 (+0,94%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.000,71
    +5,97 (+0,60%)
     
  • S&P500

    4.532,76
    -44,35 (-0,97%)
     
  • DOW JONES

    35.028,65
    -339,82 (-0,96%)
     
  • FTSE

    7.579,21
    -10,45 (-0,14%)
     
  • HANG SENG

    24.952,35
    +824,50 (+3,42%)
     
  • NIKKEI

    27.772,93
    +305,70 (+1,11%)
     
  • NASDAQ

    15.138,25
    +104,75 (+0,70%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1679
    +0,0005 (+0,01%)
     

Gasto de brasileiro no exterior quase dobra em novembro

·2 min de leitura

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Os brasileiros gastaram US$ 618,5 milhões em viagens internacionais em novembro, quase o dobro do registrado no mesmo mês do ano passado, de US$ 328,9 milhões. Os dados foram divulgados pelo Banco Central nesta quarta-feira (22).

O volume também é maior que o observado no mês anterior. Em outubro, foram US$ 530,9 milhões.

O nível, contudo, ainda está abaixo do registrado antes da pandemia de Covid-19. Em novembro de 2019, os turistas estrangeiros desembolsaram US$ 1,24 bilhão lá fora.

O aumento se deu após flexibilização de restrições e avanço da vacinação contra Covid, mas o dólar alto, o medo do contágio e a perda de renda ainda impactam as viagens internacionais.

Nos últimos meses, a tendência de alta nos gastos de turistas no exterior se manteve, mas com o surgimento da nova variante ômicron e retomada de medidas de restrição em alguns países, esse movimento pode se reverter.

"No segundo semestre deste ano, era essa a tendência que se configurava [de recuperação], mas a nova variante adiciona incerteza", ressaltou o chefe-adjunto do departamento de estatísticas do BC, Renato Baldini.

Segundo ele, a evolução vai depender de como a nova cepa se comporta. "Podemos prosseguir na recuperação [em viagens] ou permanecer caminhando mais lentamente", ponderou.

Os turistas estrangeiros, por sua vez, gastaram US$ 320,3 milhões no Brasil em novembro, 54,5 milhões a mais que em outubro e US$ 134,9 milhões acima do mesmo mês de 2020.

A variante ômicron foi identificada e registrada pela primeira vez na África do Sul em novembro deste ano. Ela já percorreu ao menos 77 países, inclusive o Brasil, de acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde).

A nova cepa foi classificada por especialistas como preocupante pela velocidade de disseminação.

Muitos países já adotaram medidas de maior controle de fronteira na tentativa de frear a transmissão da variante ômicron.

No Brasil, o governo federal publicou na segunda-feira (20) portaria que obriga a apresentação de comprovante de vacinação contra Covid para entrada de viajantes no país.

A medida atende à decisão do STF (Superior Tribunal Federal) de que fosse exigido o passaporte de imunização para todo viajante que vier do exterior para o Brasil.

De acordo com a portaria, quem chega ao país por vias aérea e terrestre deve apresentar à companhia responsável pelo voo, antes do embarque, o comprovante de vacinação impresso ou em meio eletrônico.

Além disso, o Ministério da Saúde anunciou a redução do intervalo de aplicação da dose de reforço da vacina contra a Covid-19 de cinco para quatro meses. Segundo ele, o objetivo é ampliar a proteção contra a variante ômicron.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos